Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
videos de sexo flagras gostosas amadoras sexo anal bundas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

A sobrinha da minha mulher | Acervo de Contos

A sobrinha da minha mulher

Mariana é uma ninfeta. Morena jambo, 1,65m+-,52kg+-,seios pequenos,parecendo duas maçãs,um corpinho violão,com pelinhos oxigenados nas pernas e braços.Ela mora no interior do RJ é sobrinha de minha mulher e veio passar uns dias conosco aqui no RJ.Muito simpática e tímida,logo nos conquistou ,com seu jeitinho meigo e também despertou minha imaginação erótica,e tb de minha mulher Júlia.Na primeira semana foram para a praia todos os dias,fazendo com que sua cor ficasse ainda mais bonita e seus pelinhos oxigenados,chamassem mais atenção ainda.Não sei como não apareceu nenhum garanhão que pegasse esta ninfetinha naqueles dias.Eu e Júlia,que normalmente transamos duas vezes por semana,naquela semana,transamos todos os dias com muito tesão e Júlia acabou me confidenciando,que Mariana dormia de camisola sem calcinha,ficando com aquela bundinha linda à mostra e que ela acariciava todas as noites sem que Mariana percebesse pois tinha o sono pesado.Júlia tinha um compromisso profissional na 2ª feira seguinte e passaria todo o dia fora e me pediu que não trabalhasse naquele dia,para dar atenção à Mariana e até levá-la na praia quando acordasse.No domingo á noite transamos intensamente e ao amanhecer do dia,Júlia novamente me fez comparecer,quase me estuprando e disse que era para eu não ficar carente e não querer me assanhar com Mariana.Foi então para o seu compromisso,fazendo mil recomendações e eu voltei para a cama para tentar dormir um pouco mais,mas antes abri sutilmente a porta do quarto onde Mariana dormia e pude admira-la de bruços com aquela bundinha linda,sem calcinha,parecendo se oferecer.Deitado não consegui desviar meu pensamento,muito menos dormir.Meu pau duro feito estaca,denunciava que ainda estava muito carente.Agoniado,me enchi de coragem e resolvi,acariciar aquela bundinha linda,confiante que não acordaria,assim como acontecera com Júlia.Nervoso,com a adrenalina a mil,entrei em seu quarto,e sentando ao pé da cama acariciei timidamente aquela bundinha linda,com medo dela acordar.Medrei e voltei para meu quarto,deixando a porta destrancada e fiquei pelado,na cama tocando uma punheta lenta na intenção de Mariana até que percebi a porta do quarto se abrindo e não acreditando,naquela miragem se aproximando de mim,só de camisolinha,sem calcinha e sutiã,com o biquinho daquelas maçãs lindas parecendo querer furar o tecido da camisola.Mariana se sentou na cama,com aquelas coxas lindas e peludinhas à mostra e já segurando minha pica envernizada e punhetando devagar,e falou com voz meiga e pedinte;-Está pensando em mim?Eu senti sua mão na minha bundinha, parecia nervoso. Eu fingi estar dormindo, para não te assustar e essa coisa linda não brochar. Minha tia tem feito isto toda madrugada, mas tive medo dela me repreender, por estar sem calcinha e por que nunca transei com outra mulher, ainda mais que ela é minha tia.
Enquanto Mariana falava, fui tirando sua camisolinha pela cabeça e calei aquela boquinha com um beijo ardente e desejoso e a coloquei de pé ao lado da cama, para sentado poder mamar aqueles peitinhos maravilhosos, que cabiam na minha boca.Fui passando a mão na sua bocetinha,enfiando o dedo nela,sentindo que estava totalmente molhada e muito excitada.Sem mais palavras,Mariana me colocou deitado de barriga para cima na cama,e começou a explorar minha pica com a boquinha, com sutileza e maestria de quem sabe o que faz.Sutilmente foi se colocando na posição de 69,sem tirar a boca da pica e agora gemendo bastante.Abriu as perna e colocou aquela rachinha melada na minha boca e começou a apertar o quadril na minha cara,rebolando com minha língua inquieta naquela racha e gozando gostoso na minha boca.Seu goso melou toda minha cara e ela se virando para mim,me lambeu todo,parecendo agoniada,por levar pica logo.Doida foi ficando de quatro e falando:-Eu sei que vc está louco para me enrabar.......Me pega de jeito.....com carinho,é muito grande,vai doer muito.........Quando aproximei minha pica do seu cuzinho,Mariana demonstrando entender muito do assunto,com a mão esquerda foi segurando sua nádega esquerda e abrindo o cuzinho e com a direita segurando minha pica e direcionando ao buraquinho,pediu que eu deixasse por sua conta e foi se remexendo devagar e empurrando a bundinha para trás,até soltar um gritinho de tesão:Ta me rasgando toda.........calma.......deixa comigo....ssss......ssss....aiiii....hhh.......e ia introduzido devagar, tudinho no seu cuzinho delicioso e apertadinho,apesar de com certeza não ser mais virgem Quando sentiu tudo dentro,meteu a cara na cama,arrebitando ainda mais a bundinha, começou a tocar siririca e me implorou:-Mete com força tesão......bomba forte........assim......assim........vamos gozar juntinhos........enche meu cuzinho de leite quente!!!!!!!! vemmmm.........ahhhhh....tô...tô.....gozz...gozando.......sssss.........delícia........e gozamos juntinhos,com ela rebolando gostoso na minha pica e eu delirando de prazer.Demonstrando conhecimento,logo que sentiu minha pica ser expulsa de se cú,Mariana me chamou para tomar banho para não deixar escorrer leite de pica com merda para sua boceta.Durante o banho,beijei-a muito e mamei muito aqueles peitinhos maravilhosos e novamente fiquei de pau duro.Tomamos um cálice de licor de cacau e retornamos para a cama.Mariana,pediu então para eu ficar deitado de barriga para cima e quieto,pois ela iria me estuprar e começou novamente pelo boquete, depois o 69 e depois começou a cavalgada, .Ela se acabou na minha pica,com as pernas abertas sobre minha cintura.enterrou a pica toda na sua bocetinha e com o tronco ereto,primeiro de frente pra mim e depois de costas,gozando muito e cavalgando loucamente,que minha pica já estava em brasa e eu não conseguia gozar mais,mas ela não parava.Exausta ela deitou-se ao meu lado,adormecemos,depois tomamos banho nos vestindo e sentando na sala para conversar.Pedi a ela que não tivesse medo das carícias da tia,que cedesse,pois iria gostar muito da experiência e que poderíamos transar os três juntos.Ela ficou de pensar e talvez tentar,mas vendo o volume na minha bermuda,foi tratando de fechar a janela e a perciana da sala e ficou nuazinha novamente ali mesmo e me dizendo:-Faltou uma coisinha tiozinho....vou fazer você gozar gostoso na minha boquinha........quero beber leite quente,para reanimar.Levanta tiozinho que eu quero rezar.
Fiquei em pé e ela depois de um beijo gostoso na boca, mamou meus mamilos de forma deliciosa e foi descendo e tirando minha bermuda e começou o seu ritual divino ajoelhada sobre uma almofada. Minha pica estava inchada e parecia muito mais grossa que o normal, mas ela a tratou muito bem.Segurava com as duas mãos,esfregava no seu rosto,arregaçava a cabecinha ,passava a língua veloz ,abocanhava e depois começou um misto de boquete, punheta e linguete revirando os olhos,cheia de tesão e me deixando doido.Com certeza era uma mamadora de rola profissional.Não demorou muito e gozei como nunca naquela boquinha maravilhosa e Mariana,só tirou a boca quando sentiu que estava murchando e não tinha mais leite para ela ordenhar e beber.

 

Gostou? Vote no Conto:

04/03/2012 | 69360 visitas

 
 
 
sexo porno videos porno