Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

18 anos e doido pra dá o cu. | Diversos | Acervo de Contos

18 anos e doido pra dá o cu.

  Ate que enfim chegou o tão aguardado aniversario de 18 anos, nos dá a falsa impressão que estamos emancipados, independentes e coisas afins. Resolvi então comemorar de uma forma diferente: dando o cu. Diferente porque? Não queria dá o cu a qualquer um, nem tão pouco a conhecidos; amigos, parentes, vizinhos essas coisas. Queria da a alguém que pensasse que eu não era viado. Havia em minha rua um viadinho lindo chamado Dequinho, loiro olhos verdes, 1,80 m com uma bundinha linda, o pai trabalhava na Prefeitura local. Era de uma familia tradicional da cidade, nosso vizinho há anos, ele (dequinho) tinha uns 13 ou 14 anos e fazia a festa da gurizada da rua, era o maior boqueteiro da area, chupava todo mundo, mas só dava o cuzinho a 2 amigos meu: Valtão e Geraldo. Eles me contaram que o muleque era fera em dá o cu, fiquei no maior tesão por ele, mas Valtão e Geraldo não queria liberar o tira gosto deles, fiquei em compasso de espera e curioso também porque eles não deixavam ninguem come-lo, só liberavam boquete. Pois bem, chamei dequinho e dei a dica perguntei quanto ele queria pra pagar uma chupetinha, ele me disse que seria meu presente de aniversario, mais ninguém poderia saber porque ele era menor e eu ja fazia 18 poderia dá merda. Acertei com ele que iria ficar em casa sozinho e ele não iria pro colégio naquele dia, não sabia ele que eu queria mesmo era dá meu cu a ele. Assim ele fez, saiu de casa fardado, deu a volta no quarteirão, esperou nossos pais sairem pro trabalho e entrou pela lateral de minha casa, me chamou e fomos para a garagem, pois poderia voltar alguém e nos pegar e na garagem dava pra trancar por dentro, e assim fizemos. Ele estava lindo fardado parecia uma Barbie, calça jeans justinha desenhando seu corpinho de manequim usava uma calcinha enfiada na bundinha redondinha. Encostamos em uma mesa nos fundos da garagem e ele veio logo me beijando, dizendo que há muito desejava me chupar todo mais eu era mais velho e tinha medo de minha reação e o que poderia acontecer depois se descobrissem e foi uma chupação só pareciámos dois namorados de tanto beija beija eu já estava de pau duro e ele também meu tesão aumentou quando sentir sua pica roçando em minhas pernas e ele procurando logo abrir minha braguilha pra pegar em meu pau que não é muito grande tem uns 18 cm, ele punhetou ainda me beijando por uns 5 minutos eu alisando sua bundinha e seus cabelos loiros foi abaixando me lambendo o peito chupando meus mamilos até chegar no pau deu uns beijinhos na cabeça e foi sugando e como sugava bem parecia que estava chupando um picolé engolia a pica toda voltava lambia só a cabeça, os culhões engolia de novo a pica punhetava com a boca até me fazer gozar, gozei e ele engoliu tudinho me chamando de gostoso tesudo que queria mais e me disse: vou te chupar ate meio dia te deixar esgotado e te dá de presente de aniversario o cuzinho, mas tem de ficar entre nós dois pros guris da rua não ficarem sabendo, pois eles pensam que so faço chupar. Aí foi minha deixa pra lhe fazer a prosposta de trocarmos o cu. Ele me olhou nos olhos admirado e falou: você tem certeza que é isso mesmo? você também é viado? eu disse que tinha certeza e não era viado, mas sempre tive muita vontade de dá o cu porém tinha receio da falação queria que fosse com alguém que fosse discreto e que compartilhasse, e escolhi você. Ele me beijou agradecido porém me disse que eu deveria come-lo primeiro já que eu era virgem de cu ele iria me iniciar me disse que tinha outra surpresa, baixou sua calça ficou de costas para mim me mostrando sua bundinha branquinha lisinha e linda numa calcinha branca toda enfiada e mandou eu tirar, começei a tira a calcinha beijando e lambendo aquela bunda linda e escultei um estalo quando baixei toda a calcinha.

Rapaz, quase desmaiei quando levantei a vista; o pivete tinha uma pica de uns 30 cm vermelha cheia de veias linda mas levei um susto assombroso, maldita hora que eu resolvi fazer aquela proposta, já estava arrependido, não iria aguentar aquela porra no cu de jeito nenhum, ele deu um sorriso e falou: fique frio ela não morde eu lhe garanto que não vai se arrepender, seus amigos Valtão e Geraldo já provaram e gostaram. Foi ai que caiu a ficha porque eles não queriam que ninguém comessem ele, pra ele não entregar. Ele mandou eu pegar pra ir acostumando com sua pica, peguei meio assustado e comecei a punhetar era muito grande quase o dobro da minha usava as duas mãos eu ajoelhado punhetando o guri ficando com aquela pica quase que na minha cara, ele gemendo alisando minha cabeça e puxando ela em direção ao seu pau, não sei o que me deu abocanhei a cabeça da pica abrindo a boca o maximo possivel para abocanhar aquela tora meio sem jeito lambi tentei chupar a cabeça sem sucesso não cabia na boca lambi a extensão dos culhões até a cabeça e punhetando com as duas mãos, pensei comigo essa porra não cabia na boca imagina no cu vou me arregaçar todo. Ele tomou as redeas da situação me levantou me beijou a boca foi até meu ouvido e falou: calma, fode meu cuzinho gostoso e me punheta até gozar depois vou te ensinar a chupar gostoso e comer esse seu cu virgem. Beijei aquela bunda linda chupei seu cu babei todo abrir suas pernas e soquei a pica sem dificuldades entrava e saia na boa dequinho rebolava e gemia gostoso o que me deixava ainda mais tarado socando com vontade em seu cu, enquanto punhetava sua pica enorme com vontade e acabamos gozando simultaneamente juntos. Deramei gala em seu cu que apertava meu pau impedindo dele sair do seu cu, minha mão toda galada lambi e senti seu gosto de porra delicioso e me preparei pro pior receber aquela pica grande e grossa no meu cu, porém antes de me comer dequinho disse que iria me ensinar a chupar aquela rolona, deitou sobre a mesa apontou a pica pra minha cara segurou minha cabeça puxou ao encontro dela abrir a boca e fui ao encontro da pica entrou a cabeça me dando certo desconforto na mandibula e fui chupando o que desse ele empurrando eu tentando engoli mais sem sucesso só passava a cabeça lambi ao redou da cabeça sugando o pouco de esperma que saia comprazer ele começou a alisar minha bunda enfiando o dedo no meu cu aos poucos metia e tirava pra acostumar as pregas meteu um dois e depois tres dedos fazendo doer eu chupando e gemendo de prazer e dor. Até que ele disse agora viado é minha vez, levantou me colocou sobre a mesa na posição frago assado chupou meu cu lambeu a bunda toda cuspiu no buraquinho até então virgem segurou a pica e foi forçando na entrada do meu cu uma dor forte sentir com a cabeça pedindo passagem eu gemia de dor sem reclamar afinal de contas eu que procurei agora é tarde deixei rolar, a cabeça entrou um pouco mais ele tirou, voltou a introduzir sem pressa a cabeça e foi forçando me lascando as pregas foi até a metade me fazendo chorar de dor ele tirou de novo pra eu respirar um pouco e voltou ao ataque introduziu até o meio tirou e meteu de novo mais um pouco lagrimas escorria na face porém estava ficando gostoso ele metia tirava toda a pica e fincava de novo me chamando de gostoso de cu delicia nem parecia aquele viadinho de antes era agora meu macho, enfiou tudo e ficou parado esperando acostumar o cu com o novo inquilino tirou saiu sangue bosta sei lá o que mais, ele voltou a meter e meteu com gosto tirou meteu de novo e foi bombando tome pica viado falou, não queria pica tome pica metia e tirava numa velocidade assombrosa até explodir em gozo me enchendo os intestinos de porra inundando tudo por dentro gostoso e dolorido, isso levou cerca de uns 15 minutos, beijou-me retirando seu pau do meu cu todo arrombado. Me desejou feliz aniversario disse que iria pra casa buscar um creme pras minhas pregas e disse que eu seria sua puta daqui pra frente, iria me foder sempre que pudesse que meu cu era melhor que o e Valtão e Geraldo juntos. Que seriamos amantes eternos eu comendo ele e ele a mim.

Sou grato e apaixonado pelo meu viadinho mais macho de todos os homens.

O melhor aniversario que ja tive. 

 

Gostou? Vote no Conto:

4261 visitas