Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Quero Rola bem Preta Amor!!! | Cornos | Acervo de Contos

Quero Rola bem Preta Amor!!!

Olá, sou casado há 7 anos tenho 33 anos e minha esposa 32, sou moreno claro e ela branca, casamos bem cedo mas aproveitei bastante transei com muitas mulheres antes dela.

 Como já estamos um tempo casado a transa estava dando uma amornada, e para ficar melhor comecei a provocar dizendo coisas excitantes, ela nunca falava nada, só ouvia, eu falava que ia arregaçar o cú dela, ia gozar com o pau todo dentro, mas já estava começando a ficar sem graça, estava sentido que já havia falado e nos excitado de todos os jeitos. Até que um dia quando disse que ia arrombar ela, então ela falou: 

 - Arrombar como? 

 - Eu falei: com meu pau, vou socar tudo até o talo e bombar sem parar, e ela falou: 

 - Seu pau não me arromba mais! 

Ai senti um calafrio e vi que aquilo me excitou demais e que estávamos entrando em outra fase de excitação, sem demorar já retruquei para não esfriar:

 - Com essa bucetona que ficou arrombada com o tempo só um pau de cavalo para preencher ela, e ela disse:

 - Pau de cavalo nada tem muito homem que consegue preencher viu!

 Eu mais excitado perguntei, meu pau tá pequeno para você? Ela disse:

 - Uhummm tá sim, adoro seu pau, você tem parentesco de negro, mas minha buceta sente vontade de sentir mais volume nela.

 Eu mais excitado do que nunca perguntei algo que pensei que nunca iria ter coragem:

 - Ah você gosta da minha rola que é quase preta?

 Ela falou para pararmos por ali, e eu insisti, vai fala, e ela não tenho nada pra falar só me fode, a buceta dela estava tão melada que estava escorrendo pela virilha e coxa, na hora parei de bombar, e ela falou para não parar.

 Só vou bombar e com força se você continuar, e ela falou:

- Vou falar mas não fica bravo, é só brincadeira para excitar, eu quero levar rola preta na minha buceta branca, sem camisinha e deixar gozar dentro. Quase tive um infarto, e ela falou:

 - Você gostou porque seu pau ficou tão duro que nem parece seu pau, ficou bem maior, parece que estou dando para uma rola preta de verdade, bem escura, toda vez que assistiamos filme porno, quando aparecia um negro eu ficava ansiosa para ver o pau preto, e quanto mais preto com mais tesão eu ficava e quando via gozava muito rápido no seu pau imaginando, mas nunca tive coragem de falar, agora você sabe que o que me excita é rola preta, sou capaz de dar pra qualquer pessoa negra só por causa do pau preto que sei que é grande, daria até para um pedreiro ou mendigo na rua só sentir todo o volume preto gozando dentro de mim, acho que seria a melhor sensação que poderia sentir.

 Na hora fui até a cozinha e peguei um pepino gigante, três vezes maior e mais grosso que meu pau, coloquei uma camisinha com dificuldade e deixei ela de quatro que rapidamente enpinou e abriu a sua bunda com as duas mãos e disse:

- Soca essa rola bem preta na minha buceta branca, soca tudo não deixa nada de fora quero me sentir como essas loiras putas de filme porno sendo arregaçada por rola preta gigante e deixando o negão gozar dentro.

 Havia encaixado somente uns 10 centímetros com dificuldade e tirei porque esta estourando de vontade de gozar, e gozei no pepino que fico extremamente lubrificado com a porra por cima da camisinha e soquei com tudo que ela deu um grito bem alto: 

 - Aí entrou tudo de uma vez, era isso que eu queria Aiiiiiiii! soca, soca a rola preta na sua mulher puta, tá vendo o quanto eu aguento, agora você é corno de rola preta, soca para minha buceta ir se acostumando que vou querer levar uma rola bem preta de verdade, um negão vai me comer na sua frente!

 Ela se enpinou mais ainda, gozou gritando e tirou o pepino com tudo da buceta e pegou meu pau que mesmo eu já tendo gozado já estava estourando de duro e socou rapidamente na buceta e disse:

 - Sentiu a diferença, olha como seu pau tá sobrando, olha o quanto falta pra preencher minha buceta branca, parece um pau de uma criança de tão larga que eu estou. Gozei novamente dentro dela. Fomos para o banheiro tomar banho, os dois com as pernas tremendo ainda e com um ar mais sério olhou bem nos meus olhos e falou:

 - Não fica bravo, era uma brincadeira para nos excitar, mas quero conversar com você depois sobre a possibilidade de levar um pau preto de verdade, não precisamos ter pressa mas vou querer fazer isso nem que seja só uma vez e nunca mais falamos sobre isso, eu te amo mas tenho que matar esse tezão!

 

Gostou? Vote no Conto:

2723 visitas