Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
videos porno sexo filmes porno ninfetas filmes porno gostosas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Minha Tia | Acervo de Contos

Minha Tia

Era uma sexta feira, estava indo para casa de meus pais onde aconteceria uma festa de família, aquelas que vai tio, TIA, primo, vó etc...
Era uma festa somente para nos encontramos, a casa é pequena, mas atrás temos um pátio bem grande com piscina.
Cheguei na casa perto das 19:00 de sexta feira, lá estavam meus pais e minha tia, irmã do meu pai. Cumprimentei todo mundo, jantamos e no meio da conversa minha tia contou que seu marido, chegaria no outro dia, sábado, pois estava trabalhando na cidade onde moram.
E que veio mais cedo para ajudar minha mãe e elas ficaram conversando, eu e meu pai saímos para beber e voltamos ali pela meia noite, e botamos a conversa de alguns meses em dia. Subi para meu antigo quarto, notei que minha TIA estava dormindo ali, pensei em dormir no quarto da minha irmã que também não mora mais em casa, mas notei que um colchão estava pronto para mim no quarto, aos pés de minha ex-cama, fui até o banheiro que ficava no corredor encontrei minha mãe e ela me perguntou se me importava de dormir ali, pois o quarto de minha irmã tinha virado um escritório, eu disse que não, quando voltei ao quarto notei que minha tia dormia de baby doou, ele tinha subido conforme ela se mexeu na cama, e ficou a mostra uma bocetinha bem depilada, minha tia tem 40 anos e tem um belo corpo, mas eu nunca tinha reparado nela, logo que me deitei notei que ela se virou, como sou louco por uma bunda, disfarcei e olhei e era uma bunda muito boa. Dormi achando aquilo muito excitante, mas como ela nunca tinha demonstrado nada acabei ficando com medo, no outro dia levantei uma 10:30 e fui tomar café, notei que a casa estava vazia, olhei em direção a piscina e ela estava tomando banho de sol, fui até lá, pois ali já não tirava aquela imagem que vi na noite anterior da cabeça, quando cheguei perto notei que ela usava um fio dental azul, que me deixou bem louco, entrei do outro lado da piscina nadei até perto dela e ela sorriu, começamos a conversar e ela me pergunta da minha namorada, disse que estava separado a uns dois meses, ela me perguntou rapidamente sem nenhuma vergonha ?e como você põe em dia este atraso?, respondi já com a cabeça pensando no MELHOR, ?bom isso preciso de ajuda?, começamos a rir.
Logo ela se levantou e foi andando até a cozinha falando que iria fazer um almoço para nós dois, pois meus pais saíram pra comprar coisas para festa, ela se virou e me viu olhando para sua bela bunda, para me fazer uma pergunta, e disse ?te peguei de novo menino? começou a rir e saiu. Fiquei sem muita reação.
Passou alguns minutos e ela gritou da cozinha pra que eu entrasse, pois o almoço estava pronto, fui no chuveirinho e entrei em casa, ela estava de calção branco bem apertado e com a parte de cima do biquíni, sentamos e começamos a conversar, logo o assunto caiu em, no que eu tinha esqueci de levar para o fim de semana, disse que tinha esquecido de escova de dente, e estas coisas de banho. Ela me disse olhando pra mim, ?eu esqueci minha calcinhas, só trouxe uma e que não usaria nada durante aquele fim de semana?, comecei a rir e ela disse quer ver? Achei que ela ficaria pelada, NÃO ela se levantou subiu e buscou sua calcinha, quando me mostrou em sua mão, fiquei com mais tesão ainda, era minúscula, realmente pequena, um fio, e eu disse sem pensar a ?senhora usa isso??. Ela disse: ?Sim, por que não??. Acabamos de almoçar eu fui e me deitei um pouco, passou uns minutos e notei que ela subiu até o quarto e já entrou me perguntando, ?Por que eu não poderia usar, fica muito feia?? Quando me viro ela esta somente de calcinha e com a parte de cima do biquíni na porta do quarto, se virou e como se aquilo fosse natural continuou me perguntando, Logo respondi ?pra mim você usaria somente isso?.
Ela se virou e saiu do quarto, me levante e antes que eu chegasse ao corredor ela voltou sem à parte de cima, falando que queria me ajudar, mas disse que não poderia contar a ninguém, pois ela era muito bem casada.
Empurrou-me na cama, e tirou o calção e começou a me chupar forte, engolia tudo e me perguntava se estava bom, eu que estava morrendo de tesão só gemia, lambia minhas bolas e engolia me pau todo, logo ela se levanta e veio para cima de mim, puxou a calcinha para o lado, meu pau todo molhado entrou rapidinho, começamos a fuder ela ditava o ritmo, ficamos transando por mais de 10 minutos naquela posição, foi quando ela se levantou e falou para eu pegar ela de quatro já que eu não parava de olhar sua bunda nunca, se apoio em uma cadeira e comi todo o rabinho dela, enfiei sem perguntar, notei que ela ficava bem excitada, então coloquei em sua boceta novamente e meti forte, foi quando ouvimos o carro de meu pai chegando, ela saiu rápida e desceu, eu me deite, não tinha chegado a gozar fiquei bravo com isso.
Mas as pessoas começaram a chegar, quando deu meia noite eu já estava quase bêbado e tentava nem olhar para ela, e ela nem falava comigo, pois seu marido avia chegado.
Todos em volta da piscina entrei e fui até o quarto que era da minha irmã, hoje um escritório, para tentar passar um pouco aquela vontade, quando ouvi a porta fechar e ela falou: ?lembra que te falei que estou sem calcinha, pois então este vestido sobe rápido?. Virei-me e ela estava com o vestido lá em cima, se escorou na mesa e mandou eu meter sem barulho, fudemos até gozar ouvindo a festa lá em baixo, ainda dei uma gozada na cara dela, pois disse que iria gozar e não é que ela se virou rápido e disse para gozar na sua cara.
Ela se levantou foi até o banheiro e eu fiquei ali, me sentei e deixei o tempo passar, desci e notei que ela estava bem alegrinha, e todos dançavam, mal sabiam que há uns minutos estávamos transando bem pertinho deles.
Fique na casa até o domingo, ela se despediu e no meio de todo mundo me deu um beijo no rosto e disse pra eu ligar mais vezes que a TITIA sentia muita saudade, e agora ligo para ela e saímos uma vez por mês para um motel, e fodemos sem parar.

 

Gostou? Vote no Conto:

16/04/2010 | 92905 visitas

 
 
 
porno videos de sexo videos porno