Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Minha princesa fudeu no trabalho | Cornos | Acervo de Contos

Minha princesa fudeu no trabalho

Minha esposa trabalha em uma transportadora, no mês passado entrou um encarregado, um homem forte e de 42 anos, passados três dias ele foi até o escritório dela e quando subia a escada se deparou com minha esposa de sentada na cadeira e por baixo da mesa dava pra ver ela de pernas abertas com uma calcinha vermelha enfiada, ele ficou olhando por alguns minutos e ela não tinha percebido a chegada dela pois ela estava com o monitor do computador na frente dela, ele falou que estava muito quente na escada e ela tomou um susto e fechou as pernas na hora e ficou mia sem graça, porém, em casa ela me confessou que ficou imaginando a cena dele cobiçando ela e ficou muito excitada na hora que ele começou a conversar com ela, ele não tirava os olhos do decote dela, depois desse dia ele ia no escritório umas 7 vezes ou mais só pra ver se pegava ela de pernas abertas novamente, um dia ele levou um pen drive pra ela e disse que não estava conseguindo abrir no computador de casa, pediu pra ela ver se conseguia abrir, ela disse que depois iria tentar, ele deixou ela sozinha e foi para o depósito e de 10 em 10 minutos ele ligava pra perguntar se ela já tinha visto, ela dizia que ainda não tinha conseguido tempo suficiente pra tentar abrir o pen drive, depois de três ligações ela começou a ficar curiosa por que ele estava tão enteressado que ela abrisse o tal pen drive, ai ela espetou no computador o pen e logo abriu as pastas tinha alguns arquivos de trabalho em umas pastas e uma pasta estava escrito FOTOS ela abriu logo pra ver o que tinha, ela se deparou com fotos dele nu, o cara tinha uma vara enorme, ele é um cara alto moreno um jeito meio índio, ela ficou louca quando viu ele de pau duro um monte de fotos tinha ate filmagem dele se masturbando, ela copiou para o computador rapidinho, ele ligou novamente e ela estava copiando e ela não sabia o que dizer, ficou meia muda no telefone e ele percebeu que ela estava vendo, ele foi subindo a escada em silêncio e ela nem percebeu que ele estava olhando pra ela na escada, nesse momento ela estava passando os dedos na bucetinha por cima da calcinha, suas pernas estavam abertas e ele via tudo aquilo de pau duro, o Marcelo não agüentou e tirou o pau pra fora e com o pau duro foi pra perto dela ela cevou um susto de quase derrubar o computador no chão com o susto ela não coseguiu disfarçar o que estava fazendo e ele foi pra perto dela segurou ela e deu um beijo na boca na minha esposinha, ela ficou toda mole sem conseguir reagir, ele colocou o dedo na bucetinha dela aproveitando que a calcinha já estava pro lado e ela gemia e deixara tudo acontecer, com a outra mão ele abaixou a blusinha dela revelando os lindos seios, ele começou a lamber o biquinho e ela gemia feito uma cadela no cio, as forças dela começaram a voltar e SUA MÃO FOI PEGANDO NO ENORME PAU DO ENCARREGADO QUE ELA TINHA ACABADO DE CONHECER, a safada punhetava o pauzão do cara enquanto ele chupava com muita fome os seios dela, ela gemia muito e ele não parava de sugar os bicos dos seios da minha putinha.

Nesse dia eu estava sendo corno pela primeira vez, e seu sempre quis fazer um ménage masculino com ela, mas ela dizia que na hora não iria conseguir deixar.

O Marcelo passou a mão na mesa e derrubou tudo no chão ate o computador, ela ficou um pouco assustada mas só obedecia aos comandos dele, o quase índio deitou ela na mesa do escritório e tirou a roupa toda dela, abriu as pernas dela e começou uma chupada como ela nunca tinha recebido na vida dela, em menos de três minutos ela gozou e ficou sem forças, o taradão não parava, ele queria mais muito mais, ele continuou chupando o grelinho dela e ela gemia e se contorcia, ele parou por um instante pegou ela pela mão e colocou ela sentada na cadeira, deixou o pau duro perto da boca da minha esposinha gostosa, ele segurou ela pela nuca e colocou o pau na boquinha da minha moreninha safada, ela chupou o cacetão do cara ele urrava e segurava a cabela dela enfiando quase o pau todo na garganta dela ela se engasgava e o safado não queria nem saber só queria mesmo era fazer o vai e vem bem fundo na garganta dela, ela segurava nas pernas dele e tentava tirar um pouco mais ele fazia um vai e vem sem parar, passados alguns intantes de engasgadas com a cabeça do roliço pau do encarregado ele colocou ela debruçada na mesa e encostou a tora na entradinha dos lábios vaginais dela, ela olhava pra ele mordendo os lábios cheia de vontade de sentir o pau entrar todo, ele foi enfiando devagar até entrar quase todo, ela sentia a cabeça da verga encostar no útero dela. Ele tinha o abdômen definido e soava muito ela também, a safadinha tem seios durinhos e de médio pra grande, uma cinturinha fininha, um par de cochas firmes e grossinhas, um tesão, ele comia ela socando sem pena, ela não conseguia fechar a boca, gemia o tempo todo o pau do garanhão era bem grosso deixando ela sem fôlego quando ele enfiava e ele metia com força e rápido, ele segurava com força na cinturinha dela e metia que chegava a fazer barulho do corpo batendo no dela, por fim ela não estava mais gemendo ela estava gritando e gozou aos berros, o Marcelo não agüentou e gozou logo em seguida deixando o creme todinho dentro dela, antes de tirar o pirocão de dentro dela ele pediu pra ela virar a cabeça e dar um beijo nele, eles se beijaram e ela ficou aliviada quando ele tirou aquela rolha grossa de dentro da bucetinha dela, eles ficaram se beijando mais um tempo e depois ele disse que iria querer todo dia, ela sorriu e disse que sem duvida ela daria.



Depois de 15 dias que essa primeira vez com o cara do serviço tinha acontecido eu levei um conhecido na minha casa e ela ficou toda soltinha, depois de uns goles ela já estava sentando e tudo no colo do Maicon, em poucos instantes eles estavam se beijando, foi uma noite maravilhosa FIZEMOS O TÃO SONHADO MÉNAGE MASCULINO, eu e o meu amigo comemos minha safada esposa bem dizer a noite toda, ela ficou sem forças deitada na cama até meio dia do dia seguinte, de tanto dupla penetração e socadas fortes na buceta e no cuzinho.

Quando ela acordou eu estava almoçando com ela e a safadinha me disse que tinha adorado a transa, me agradecia e dizia que me amava ainda mais, acabamos de almoçar e fomos pro quarto e ela disse que tinha um filme especial pra nós vermos, ela colocou o DVD no aparelho e disse que queria que eu prometesse que veria ate o final, o DVD era da filmagem do circuito interno de TV da empresa dela, onde estava registrado toda a fudelância com o novo encarregado que tinha arrombado ela no terceiro dia de tralho na empresa e eu estava comendo ela até hoje, depois disso nós fizemos muitas transas à três e temos gozado muito ela ama ser comida por dois, moramos no RJ perto de praia e queremos casais ou homens sem vícios pode ser mulheres também. andretst28@hotmail.com

 

Gostou? Vote no Conto:

63437 visitas