Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Minha primeira vez de corno foi no Resort | Cornos | Acervo de Contos

Minha primeira vez de corno foi no Resort

Somos um casal já de 40 anos e estamos casados a 20 praticamente. Maria (apelido) tem uma bunda muito deliciosa, daquelas que calcinha não consegue parar no lugar, sempre dá uma "escorregada" e fica "enfiadinha" na bunda. Quando estamos na rua, sempre vejo que os homens olham com tara, pois ela é muito gostosa. Alem disso, ela tem uma boca grande, que quando chupa meu pau, é maravilhosa.



Sempre fantasio que sou alguem diferente e ela entra no clima, dizendo que é casada, mas ele está viajando ou ausente, e a transa sempre pega fogo.



No verão deste ano, fomos para um hotel na Bahia, sem os filhos. Antes da viagem, fantasiei com ela usando uns biquinis pequenos, com umas blusas decotadas e tal e ela curtiu, disse para mim "porque não comprar?".



Bem, comprei e levei escondido...eu estava louco de tesão durante a viagem só imaginando ela usando as "roupinhas" e o pessoal tudo olhando...O hotel tinha uma turma de recreação que animava os hospedes e davam aula de dança...No segundo dia, dei para ela 1 dos biquinis. Ela ficou apavorada com o tamanho, mas entrou no clima e colocou. Ficou muito gostosa. Aquilo despertou nela uma safadeza na hora e ela mudou a expressão! Saimos para a praia do hotel e percebi que ela estava adorando e estava muito excitada. Logo chegou um dos rapazes da recreação e passou a programação do dia. Ela viu que após o almoço tinha uma aula de "axé" e já me disse que queria fazer... Vi tambem que ela se encantou com os corpos dos instrutores, mas me fiz de louco e não disse nada. Após o almoço, fingi que estava cansado e disse que iria para o quarto, para que ela fosse sozinha a aula com o "tal" instrutor...ela nem me perguntou se tudo bem, levantou da cadeira e saiu em direção ao local com aquela bunda maravilhosa e já rebolando...Após uns 60 minutos, ela chegou no quarto. Eu estava deitado, meio dormindo. Ela me deu um beijo com muita vontade e agarrou meu pau, que em seguida ficou muito duro, e seguiu chupando. Parecia que estava enlouquecida! Quando coloquei meus dedos na sua buceta, ela estava encharcada. Perguntei que tesão todo era aquele e ela não quis falar, só disse que tinha adorado a aula e pediu para que a comesse logo. Chupei muito sua buceta e ela urrava de prazer, pedia que eu a chamasse de putinha e gostosa, o que eu obedeci com vontade e ela gozou muito...acabei gozando junto. Ela continuava louca e ficou pedindo mais...nesta hora comentei com ela que teria que pedir "ajuda aos universitários" e ela com uma cara de safada me disse: "universitários não temos aqui, mas temos instrutures...pode?"

Meu pau endureceu na hora e comi ela novamente como nunca...no final, ela comentou (coisa que nunca gostou de fazer depois da transa) que a idéia dos instrutores tinha sido boa, pois eu tinha reagido...Bom, dormimos e depois fomos jantar. Ela foi muito gostosa, colocou uma calcinha que eu havia comprado para ela usar no quarto e um vestido justo, na altura da coxa, que deixava meio a mostra as suas curvas. Perguntei porque tão gostosa e ela me disse que tinha boate e que ela queria dançar muito!!!



Após o jantar, fomos a boate e começamos a beber. Logo o tal instrutor apareceu e senti que a troca de olhares foi alem do normal. Após alguns drinques, ela disse que queria dançar, mas nem olhou para mim! o instrutor, Paulo era o nome, me pediu licença e ela respondeu por mim, dizendo que sim, eu deixava. Ele puxou-a para o meio da boate que estava cheia, e em pouco tempo, já estava alisando a bunda dela. Paulo era meio mulato, de olhos verdes e tipo fortão. estava de regata bem solta.

Fiquei perplexo quando vi ela colocando a sua mão por baixo da camiseta dele, alisando as suas costas...Como estava muito quente e a boate era na beira da praia, ele tirou a camisa. Tentei olhar para ela e vi que ela estava entregue, hipinotizada pelo tesão. Ele encaixava sua perna no meio das delas e ela jogava a cabeça pra trás, louca de tesão. Após algumas musicas, vieram até o bar...ela chegou e me deu um beijo muito gostoso e perguntou se eu tinha visto ela dançar. Disse que sim e ela perguntou se eu tinha gostado. Comentei que apesar de meio ousado, tinha gostado. Ela pegou no meu pau, viu que estava duro e falou no meu ouvido: "esa só começando"..Paulo já estava grudado atras dela, pois a boate estava cheia, e ela puxava ele contra si. Quando eu olho, ele estava alisando sua bunda e deixando sua calcinha quase a mostra...fiquei meio com raiva mais com muito tesão. Ela me deu um beijo e ficou apertando meu pau....quando fui colocar a mão na buceta dela, vi que o Paulo já estava lá e ela sussurrou no meu ouvido..."Ele tem uma mão muito gostosa...."...nessa hora eu gozei e ela só me beijou gostoso. Eu disse que ia no banheiro e ela me disse que era para eu ir pro quarto e me esperar...Entendi e obedeci...Quando eu estava indo pra quarto, no caminho das arvores, vi ela se dirigindo com o Paulo para uns coqueiros....Quando vi ele levantando o vestido dela e iniciando a chupar sua buceta, não resisti e fiquei olhando...ela em seguida tirou a bermuda dele e iniciou a chupá-lo...seu pau era enorme, maior que o meu...sem muita demora ela começou a comê-la de costas...ela gritava de tesão...então ele a levou para o dormitório dele e eu tive que ir pro meu quarto...isso devia ser umas duas da manhã...bati uma punheta e tentei dormir...eram sete horas da manhã, dia claro, quando ela chegou. Coloquei minha mão na sua buceta, que estava inchada como eu nunca tinha visto e vi que estava assada...ela me contou um pouco até pegar no sono e bateu uma punheta para mim...no outro dia...bom..ai conto outro dia

 

Gostou? Vote no Conto:

73524 visitas