Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
porno amadoras filmes porno sexo anal amadoras videos porno

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Minha esposa chupando outra Pica | Acervo de Contos

Minha esposa chupando outra Pica

Somos casados e vivemos muito feliz, estava lendo uma revista com a minha esposa e qua do chegamos nas paginas de anuncios, olhamos cada um deles e depois comentamos se realmente uma mulher, ou, um homem teria coragem de ver sua/seu parceira (o) transar com outra (o). Fizemos vários comentários e achamos que isso não seria possível devido o ciume que um sentiria do outro. Depois de mais alguns comentários, perguntamos para nós mesmos se teriamos coragem de fazer isso, a princípio a resposta foi negativa, mas continuamos a nos questionar, até que chegamos a descisão, que tudo dependeria do clima e como as coisas seriam feitas. No entanto, minha esposa falou que até poderia rolar algo com ela e outro homem, desde que eu estivesse junto e sem penetração.
Quanto a mim, não garanti nada, pois dependendo do tesão, seria capaz de fazer de tudo, ela me falou se até de chupar uma pica e dar o cuzinho, respondi que não tinha pensado nisso e que não tenho tesão por homem, que meu tesão é por ela e por mulher. Combinamos de ir a uma casa de swing para ver como é, chegamos em lugar bacana, com luzes escuras e muita gente se divertindo, porém nada de sexo, até aquele momento. Um rapaz nos apresentou a casa, fizemos amizade com alguns casais dançamos, bebemos o casa era de muito sexo, mas também de diversão, tinha vários casais que queriam se divertir com liberdade e transar entre eles sem se envolver com outras pessoas. Após o show de strip, tanto masculino como feminino, estavamos a ponto de bala, era quase duas da madruga, estavamos na casa desde as 22 horas, quando o recepcionista que nos apresentou a casa veio perguntar se estavamos gostando e tinhamos alguma fantasia a realizar, que ele poderia indicar algum casal ou uma pessoa. Falamos que estava tudo bem, estavamos amando o ambiente e que se rolasse algo, deveria ser sem penetração, tanto de minha parte como da dela. O rapaz peguntou se tinhamos alguma preferência de mulher e de homem, respondi que de minha parte não, desde que fosse algo prazeroso para todos. Minha esposa, disse que chuparia uma pica se fosse grossa e de um homem peludo, quanto ao tamanho não fazia questão mais tinha de ser grossa. Com esta conversa, nós três estavamos com tesão, eu de pau duro, o cara também e minha esposa toda eufórica, o rapaz falou para ela que ele era peludo e pediu para ela enfiar a mão dentro da sua camiseta, ela fez e na sequencia ergueu a camiseta e falou que tesão, é todo peludo. Ele falou para ela alisar o pau dele e ver se era do agrado dela, ao alisar por cima da calça falou que parecia grande, mas que não dava para saber direito, ele falou para ela tirar para fora e analisar, ela olhou para mim e perguntou se podia, respondi que sim, que se tivesse dentro das especificações dela poderia chupar. Ela não conseguiu tirar o pau do cara para fora, estava dificil, ela falou deve ser grande, ele falou calma que eu vou liberar ele, ao tirar, saiu uma pica grande, grossa e dura como ferro, ela ficou abismada, segurou na mão e falou que era maior e mais grosso que o meu. Bom, o meu é 19x6, aquele deveria ter uns 25x9, ela falou que queria chupar aquela rola. Saimos do meio do pessoal que estava muito animado e muitas pessoas trepando com seus parceiros e com vários parceiros. Ao chegarmos no local reservado ela e o rapaz começaram a se beijar, ela tirou a roupa dele, deixando-o nu, chupou seis peitos, mordiscou e eu olhando de pica dura, a essa altura ja estava nu também, ela chupou o cara todo e caiu de boca na rola dele, era tão grossa que mal cabia em sua boca, ficou chupando por muito tempo, eu estava peladão de pica dura, ela deitou o cara cas almofadas, tirou sua roupa e pediu para comer sua bunda enquanto cupava o pau do rapaz, meti muito gostoso, fiz ela gozar até que não aguentei e gozei também. Ela pediu para o rapaz ficar de pé e ficou chupando sua rola e punhetando, falei em seu ouvido, se ela quuizesse poderia sentir aquele pauzão na buceta, ela disse que não e pediu para que eu segurasse o pau do rapaz enquanto ela chupava, mei sem jeito fiz, estava quente como fogo, fiquei punhetando ele, ela subiu a chupar seu mamilos e beija-lo na boca enquanto eu punhetava, até que ela desceu e ficou chupando aquele pauzão com eu perto, o cara não aguentou mais e gozou feito louco na sua boca, ela engoliu uma parte, outra caia da sua boca, de tanta porra que saiu daquele pauzão. O rapaz beijou ela mais uma vez, se vestiu e foi para o salãoe falou que se ela mudasse de idéia e quizesse a buceta preenchida com seu pau era só falar. Perguntei se ela tinha gostado, ela disse que sim, foi diferente e o pau do cara era muito grosso mas quantoa penetrar não tinha jeito, me perguntou se eu gostei, falei que sim que tinha sido otimo. Voltamos para o salão e curtimos o resto da noite, fazendo um 69 com um casal, que foi fantástico. Essa foi nossa experiência, escrevam-nos. nildo46@yahoo.com.br

 

Gostou? Vote no Conto:

16/08/2010 | 79952 visitas

 
 
 
amadoras gostosas amadoras