Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
videos de sexo ninfetas sexo anal gostosas gostosas flagras

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Meu marido não deu conta do recado... | Acervo de Contos

Meu marido não deu conta do recado...

Vou usar o nome ficticio de Luciana (sou morena, cabelos pretos longos, 1,65m, 70Kg, seios fatos e bundinha empinada, 30 anos), não sou bonita mas faço o tipo gostosa e ouço isso o tempo todo quando desfilo pelo bairro... me cuido para manter essa imagem... academia com musculação deixando minhas coxas grossas, musculatura definida, sem barriguinha; tomo sol constantemente com marquinhas de biquini, no seio ressaltando meu mamilos escuros de bicos grandes e na buninha uma pequena marquinha branca entre as salientes bandas de minha bunda. Uma mulher com esse perfil requer um homem bom de cama com trepadas pelo menos quatro vezes por semana...é ai que minha história começa. Paulo meu marido é bancário e sempre gostou de um barzinho no fim de expediente com os amigos e após 8 anos de casamento começou a chegar cada vez mais alegrinho em casa e cada vez menos comparecer na cama... cheguei a ficar duas semanas sem trepara e subindo pelas paredes de vontada. Nessa situação é que aparece Tadeu (meus vizinho, 25 anos, solteiro, negro com cabelos raspados, porte atletico), moramos em sobrados colados e sempre mantivemos um comportamento cordial (bom dia, boa tarde e boa noite, sem mais papinhos). Era 5ª feira, meu marido já havia saido para o trabalho, quando vi pela janela, Tadeu somente de bermuda lavando o carro... fiquei observando aquele belo exemplar de homem, seus traços masculos, seu peito nú com musculos aparentes e o belo volume que seu membro delineava dentro da bermuda. A cena foi me deixando com um tesão incontrolavel e foi ai que criei coragem... venti uma mini-saia jeans, uma tanguinha vermelha e na parte superior somente um bustie; arranquei o cifão defaixo da pia do banheiro e fui até Tadeu para lhe pedir ajuda com o problema em meu banheiro. Tadeu me comeu com os olhos ouvindo atentamente meu pedido, entro em minha casa e rapidamente encaixou o cifão na parede resolvendo o problema, neste momento me coloquei logo atrás dele e quando se levantou foi inevitável nosso encontrão... ele percebeu claramente minha intenção e me tascou um beijo de lingua de tirar o folego. Arrastei Tadeu para meu quarto tirei sua bermuda e vi a mais linda pica de toda minha vida, devia ter uma 20cm, preta, dura feito aço, grossa, com veias salientes a cabeça recoberta por uma pela espessa que quando arregassada dava espaço a uma ponta avermelhada e lustrosa... sem perda de tempo comecei a mamar naquela pica. Após um bom periodo de chupeta, Tadeu me levantou, se livrou de meu bustie, chupous minhas tetas, levantou minha saia, afastou minha tanguinha e em pé mesmo me ergueu envolvido por minhas pernas em sua cintura e os braços no pescoço, enfiando sem dó aquele caralho em minha buceta. Minha lubrificação facilitou a entrada da pica em com movimentos fortes aquele macho me fez gozar e despejou toda sua porra dentro de mim. Caimos exaustos na cama e Tadeu deu inicio a um delicioso banho de lingua em todo meu corpo se concentrando primeiro nas minhas tetas, depois em minha barriguinha, descendo em minha xaninha e terminando comigo de barriga para baixo e ele enfiando a lingua no meu cuzinho. As lambidas em meu rabinho tinham o proposito de relaxar meu cuzinho para receber aquele naco de carne preta e dura (já deu o cuzinho várias vezes para meu marido mas não se compara o tamanho da ferramenta que eu estave prestes a receber), com total habilidade Tadeu arregaçou a pele de seu pau, apontou aquela cabeçorra bruta para entrada de minha bunda e gentilmente foi introduzindo, neste momento eu dedilhava minha xaninha já cheia de porra e demonstrava estar tendo um prazer incontrolavél. Ao sentir o saco dele bater em minha bunda percebi que estava totalmente arrombada... um vai-e-vem cadenciado foi aumentando a excitação e eu gozei seguindamente varias vezes... Tadeu quando estava prestes a soltar seu leitinho, tirou o caralho de meu cu, me colocou de joelhos e retardando seu gozo me fez chupas as imensas bolas de seu saco... um saco lisinho sem pelos que eu lambi e enfiei uma das bolas na boca sugando copiosamente... percebendo a chegada do leitinho, meti a pica na boca e suguei ate receber aquela porra espessa em minha garganta (quase engasguei), mas para demonstrar minha gratidão pela foca maravilhosa, engoli todo o leitinho, terminando com um beijo sufocante em Tadeu. Mantenho uma relação constante com meu deus negro, trepando todos os dias, permitindo que o corno do Paulo fique com as biritas junto aos amigos de trabalho.

 

Gostou? Vote no Conto:

14/08/2009 | 105552 visitas

 
 
 
porno filmes porno porno