Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Maria | Cornos | Acervo de Contos

Maria

Olá meu nome é O, tenho 30 anos sou moreno, tenho 1,89 de altura e 95 k 18x7cm de dote, a história que vou relatar se a passou a + ou - 2 meses.

No sobrado que eu moro no térreo tem uma pequena pastelaria que duas colegas e trabalho montou para conseguir uma grana extra uma delas se chamava Maria, nome fictício é claro, uma mulher casada sem filhos, com seus 40 anos, branca com cabelos longos e encaracolados, seios médios bem firmes com os biquinhos grandes e rosadinho, uma bunda firme e larga, coxas grossas um tesão de mulher, bem neste dia era um sábado de manhã resolvi ir na casa dela ver se ela me vendia umas hortaliças pois ela tinha uma horta em sua casa, quando cheguei na casa dela fomos para o quintal e enquanto ela colhia as verduras íamos conversando, e ela começou a comentar que seu casamento já estava falindo e que não estava mais suportando e veio desabafando e eu escutando, daí sem mais nem menos quando íamos entrando em sua casa ela veio e passou o braço na minha cintura, eu confesso que sempre gostei de mulheres mais experientes e que sempre tive o maior tesão por ela, ainda mais que eu já tava a uns 3 meses sem tirar uma, minha pica ficou dura na hora, fiquei num tesão lascado, ela percebeu a situação e gostou pois eu esta com uma bermuda que dava para ver de longe que meu pau estava duro.

Quando tive certeza que ela estava gostando resolvi arriscar e cheguei por traz dela com desculpa de ajudar e encostei meu pau duro em sua bunda, quando ela sentiu minha pica dura ela firmou o corpo e deixou eu sentir bem a sua bunda , ai perdi o controle virei ela e comecei a beijar ela com firmeza do jeito que ela estava precisando, peguei ela coloquei sentada em cima do tanque e fui tirando sua camisa e seu sutien e cai de boca naqueles peitos com fome, foi descendo na barriga levantei ela, tirei sua calça e fomos direto para o quarto, quando entramos coloquei ela de bruços na cama e comecei a chupar seu corpo começando pelos pés, fui subindo pelas coxas branquinhas e quando cheguei na bunda dela fui beijando e mordendo uma das mais gostosas bundas que eu já comi, ela arrebitou para facilitar meu trabalho, ai comecei a tirar sua calcinha com os dentes e quando vi sua buceta depiladinha caí de boca com tanta gula que ela se contorcia na minha boca que nem uma cobra, apertando tanto minha cabeça contra sua buceta que parecia que queria enfiá-la para dentro e gozando na minha boca tanto que parecia que havia anos que não gozava, levantei e ela veio e começou a tirar peça por peça de minha roupa quando ela abaixou na minha frente e tirou minha cueca e viu meu 18 cm de pica apontar para seu rosto ela catou e foi chupando com tanta vontade que eu foi no céu e voltei, minha pica nunca havia levado um trato tão bom quanto aquele, quando avisei que ia gozar ela começou a chupar mais rápido até que não agüentei e enchi a boca dela com minha porra e ela engolindo tudo, ficamos deitados na cama se acariciando até meu pau levantar de novo, ai ela veio por cima e engoliu ele inteiro com sua buceta quente subindo e descendo num ritmo devagar e gemendo gostoso, e eu por baixo vendo aquela cena deliciosa, pedi para ela sentar de lado e com uma mão masturbava seu grelo e com a outra comecei a colocar o dedo no seu cuzinho ai ela foi ficando cada vez mais doida e gozando sem para, peguei coloquei ela de lado e fui bombando na sua bocetinha e sentindo seu gozo lamear tudo, coloquei ela de bruços e comecei a come sua bocetinha de novo, ai é que ela me surpreendeu pedindo para eu comer seu cuzinho fiquei loco até então nunca tinha comido um, ela pegou tirou minha pica de sua boceta e fui colocando devagar naquele cuzinho, quando a cabeça entrou ela deu gemido alto e começou a rebolar pedindo mais e mais até que não agüentamos mais e gozamos, nunca gozei tanto na minha vida, olhava para seu cuzinho todo aberto e via minha porra saindo,dei um beijo nela, levantei, ela veio lavou meu pinto inteiro depois começou a chupá-lo de novo , mas como já estava dando a hora de seu marido chegar me despedi com um gostoso beijo nela fui embora .

Quando fui na pastelaria a noite seu marido estava lá, daí não tive chance de tentar conversar sobre aquela deliciosa manhã mas com certeza não faltara outra chance.

 

Gostou? Vote no Conto:

27055 visitas