Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
filmes porno flagras gostosas porno flagras videos porno

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Fudi minha esposa toda esporrada | Acervo de Contos

Fudi minha esposa toda esporrada

FUDI MINHA ESPOZINHA TODA ESPORRADA DE OUTRO

Meu nome é Alex e o que vou contar aqui foi mais um fato verídico que aconteceu em minha vida ao lado da mulher que mais amo nesse mundo. O nome dela é Elisa, ela tem 34 anos, 1,72 m e 58 Kg, com pernas grossas e gostosas, cabelo loiro, liso e cumprido, muito bonita, atraente e sensual. Essa história aconteceu a pouco mais de 6 meses e foi mais uma em nossa vida. Ela me ligou na parte da tarde e me disse que estava morrendo de tesão e que ia arranjar alguém pra aliviar, e se podia ligar para um cara que entrega água, que tinha uma tara por ela, e ela tinha gostado da maneira como ele à olhava quando ia entregar água em casa. Falei que tudo bem, pois sei quando ela quer é difícil de segurar. Fiquei super excitado e so pensando nela com o entregador de água. Saí mais cedo do trabalho e fui correndo pra casa. Quando entrei no nosso apto, logo senti que ela havia conseguido, pois comecei a escutar os gemidos da dela, gemidos que eu conhecia muito bem e que ela só fazia quando estava chegando ao orgasmo...fiquei escutando junto a porta que estava semi aberta.... os gemidos aumentaram e ela estava quase gritando e dizendo: vou gozar, mete tudo vai..... goza pra mim, enche minha buceta de porra.... Foi uma mistura de sensações, fiquei cheio de tesão, sem ação, não conseguia fazer nada até que escutei a voz do cara que na hora não reconheci, ele estava gozando e dizia em meio a gemidos... ai minha putinha estou gozando... você quer minha porra? Vou deixar sua buceta toda gozada, cheia de porra.......faz tempo que desejava fuder esta buceta, você me enche de tesão....estou gozando..... Depois disso ficou um pouco de silêncio e eu finalmente consegui fazer uma reação...... estava louco pra participar.....; fiz um barulho, abri a porta do quarto e rapidamente o cara saiu correndo, com uma cara de apavorado, com o sapato na mão e sem camisa... era o Paulo, um cara que trabalha na mesma firma com a Elisa. Ele olhou pra mim e não disse nada, passou correndo em direção a porta e foi embora.
Entrei no quarto, minha esposinha estava deitada com um sorriso de satisfação. Eu perguntei: e o entregador de água?. Com a maior cara de pau ela disse que ele não estava e que tinha chamado o Paulo para ajuda-la com uma matéria em inglês. Eu disse que havia escutado tudo e estava super excitado; deixa eu ver essa buceta como está; fui até ela que continuou sorrindo e arqueou o corpo pra facilitar que eu visse sua bucetinha. Acho que esse foi o momento mais confuso de toda a minha vida. A bucetinha dela estava vermelhinha, abertinha e toda gozada, cheia da porra do Paulo, junto com o gozo dela, aquilo era lindo, me dava um tesão danado ver minha mulher com a buceta literalmente fudida. Ela parou de sorrir e me falou: não te contei meu corninho, que estava louca de tesão, tinha que por mais um chifrinho em vc, e o Paulo fez muito bem, ele era doido pra transar comigo a muito tempo; percebeu meu pau duro como pedra, segurou nele, e disse pertinho do meu ouvido: você ficou com tesão né? vai deixar sua mulher fuder com outros caras de novo? e me deu um beijo gostoso. Meu tesão estava a mil e beijei ela com vontade, passei a mão em sua bunda, levantei seu corpo com cheiro de outro; eu estava alucinado, e abri suas pernas e enfiei minha pica na buceta dela. Ela estava completamente melada, podia sentir meu pau nadando na porra do Paulo, comecei a meter forte e ela gemia alto, levantei suas pernas e soquei a pica com vontade, até o fundo, ela gemeu alto e comecei a dizer: você está toda gozada, mas já vi que é isso que você gosta, então vou te fazer feliz e te deixar mais gozada ainda, com essa buceta arregaçada; Ela estava com os olhos fechados e gemia muito alto e dizia: mefode corninho, fode esta buceta que acabou de transar com outro homem. Eu aumentei o ritmo e não agüentei mais o tesão, gozei gostoso na bucetinha dela que estava completamente encharcada, tirei a pica e vi que a porra estava escorrendo da bucetinha dela. Deitei ao lado dela ainda ofegante. Ficamos em silêncio por algum tempo e depois dei um beijo nela e disse que a amava muito e que ela podia transar com outros caras, pois eu fiquei muito excitado escutando ela gemendo no pau do Paulo..... mas com uma condição, eu teria que participar da próxima vez, pois morria de tesão em ver ela fudendo. Ela deu um sorriso como que me agradecendo, um novo beijo de lingua e depois ficamos na cama agarradinhos e pedi a ela pra falar com o Paulo que estava tudo bem, que eu não me importava dela sair com outros homens, pelo contrario, eu gostava muito de ver e saber e que era so pra ele ter discrição, para não comprometer nossa reputação.
Ela voltou a chamar o próprio Paulo para fuder novamente, só que dessa vez eu participei. Conhecemos um cara em uma boate, depois outro amigo dela transou conosco, ela arrumou outro no bate papo e foi com ela para um motel aqui de Goiânia.
Tenho outras relatos para participar com vocês...

Abraços

Alex & Elisa

 

Gostou? Vote no Conto:

28/08/2009 | 117329 visitas

 
 
 
filmes porno amadoras filmes porno