Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Francês corno de baiana | Acervo de Contos

Francês corno de baiana

Gringo louco por xoxôta baiana. Meu nome é Felipe, um francês liberal que ficou enfeitiçado por uma baiana safada, Zélia. Quando a conheci numa ilha perto de Salvador na Bahia, ela estava ganhando a vida numa barraca de praia, os oito dias que se seguiram de muita foda foram fatais e estamos juntos há dez anos, ela já teve e me contou muitos casos, o mais marcante foi com um ex que até pro cachorro dele ela deu, e numa das muitas viagens que sempre faço, demorei muito e Zélia resolveu transar com Carlos, o ex. Quando era namorada (11 anos atrás), ela sacaneava o cara se insinuando para outros nos barzinhos, ele puto de ciúmes levava ela pra casa, a amarrava, dava uns tapas, xingava de cadela safada e até que um dia a fez dar pro cachorro dele, acabaram gostando. Minha mulher Zélia é uma mulata típica baiana, bem sarada de bunda, adora ir a shopping, salão de beleza, faz massagens, malha diariamente na academia, o que a deixa com um ar de mulher bem tratada, pois dou boa vida a ela e vive sendo cantada, me conta tudo (diz ela), me da um prazer anormal, a putinha sabe enlouquecer um homem.
Desta vez flagrei uma conversa no MSN (monitoro o computador) com Carlos, onde combinaram que sairiam na sexta (/). Fiquei puto, ela não tinha me dito nada, imaginando o que eu poderia fazer para ficar mais perto dos dois, e ver se o que ela conta e real, o Carlos por enquanto não sabe da minha condição de... assumido. Então resolvi inventar que tinha ganhado de cortesia, uma diária no motel Le Pleusir em Salvador, coincidentemente onde os dois sempre se encontram e daria de presente a ela.
Após o almoço fui ao motel que é perto de casa e conversei com a gerente, escolhi suítes coladas, inclusive na hora visitei as suítes e verifiquei onde ficava cada detalhe, principalmente a cama onde ela ia transar, pedi para encostar-se à parede com a minha suíte.
Meia hora depois, estava eu voltando para casa e com um convite na mão para a Zélia. Claro que na hora de dar o convite disse que para liberá-la, ela teria que fazer três coisas:
1) Cada vez que ele gozar, colocar a calcinha para que quando voltasse à mesma estivesse bem encharcada;
2) Não tomar banho em hipótese nenhuma.
3) Contar tudo em detalhes.
Na sexta Zélia saiu mais cedo de casa, marcou depilação (deixou raspadinha, só com um filete em cima) e combinou de pegar o cara no trabalho dele. Quinze minutos depois que iniciaram as diárias, eu estava chegando ao motel, para ocupar o meu quarto, que a partir deste momento, seria meu quartel general de espionagem. Eles atrasaram e chegamos ao motel praticamente juntos. Cheguei a dar a ré no meu carro, pois quando cheguei o Carlos ainda não tinha fechado a porta da garagem.
Eu levei um litro de uísque para degustar e alguns copos, que seriam utilizados para encostar-se à parede e poder ouvir o que se passa no quarto ao lado.
Amigos, vocês não tem idéia do que aconteceu no quarto deles. Eu conseguia ouvir tudo com nitidez e percebi que gozaram três vezes, e foi confirmado por Zélia depois.
Tive que ter uma força de vontade sobrenatural para ouvir o que eu ouvi e não gozar numa gostosa punheta. Claro que fiquei punhetando de leve, mas me controlei e não gozei, mas saia muito aquele liquido incolor, estava todo melado. Experimentem essa sensação que tive hoje, é forte, tem momentos que o coração parece que vai sair pela boca.
Eu sabia que depois que saísse ela teria que levá-lo, o que me daria tempo para voltar correndo para a nossa casa e esperá-la. E Foi o que eu fiz. Uns quinze minutos depois que cheguei, ela apontou na nossa garagem. Quando entrou em casa me olhou com cara de safada, mostrou a calcinha e disse ?sua cadelinha esta prontinha pra você?, e realmente, desta vez ela conseguiu deixá-la bem molhada, toda babada e com um delicioso cheiro de sexo. Levei-a no ato para a cama arranquei as roupas e só a deixei de calcinha ela gosta de ficar de soutiem, mas os bicos do peito estavam enormes e o tirei também, dei um super banho de língua nela e pude sentir o quanto estava babada, melada e com a xoxota super inchada e o cúzinho todo brocadinho. Assim que a parte externa da buceta de Zélia ficou sem o mel do sexo de tanto eu beijar, cheirar e lamber, a fiz ficar por cima no 69 que estávamos fazendo, a xoxôta dela começou a escorrer e deliciosamente fui sentindo o cheiro e o gosto do sexo e da porra, que tesão, é muito delicioso saber que aquela safada estava a pouco gozando num pau, cheia de tesão e luxúria, e que ela era bem safada e adorava a putaria, isso me deixava louco e ela sabia disso.
Nestes momentos a excitação da gente é muito grande e não consegui me segurar por muito tempo. Gozei na boca da minha esposa, literalmente aos berros, pelo orgasmo que tive. Logo Zélia me chamou para comê-la na posição papai mamãe, enquanto ela narrava no meu ouvido cada detalhe do que tinha acabado de acontecer no motel, ela é MESTRA nisso, conta com voz bem sacana, bem putinha, viajei, o pau ficou duro de novo e entrou deslizado, senti a buceta de Zélia toda arrombadinha e melada, delirei, que delícia, o meu pau começou a latejar naquela buceta úmida, quente e escorregadia, nem preciso dizer que novamente gozei e muito (com ela contando os mínimos detalhes à putaria que tinha feito com Carlos), Zélia já super exitada pela safadeza e meu gozo, começou a me chamar pelo nome do carinha (que putinha), ela sabe que dou uns tapas nela quando fica bem puta, dei um tapão na cara dela e ela disse ?bate na sua cadelinha safada que tava dando pra outro... ah... vai..., que me encheu de porra..., bem gostoso... e fez-me gozar naquele pau que eu to viciada, ahh..., vai seu puto?, dei mais uns tapas na cara dela e ela gozou feito uma louca, tipo cadela no cio, meu pau que ainda estava bem duro gozei de novo na putinha safada.
Adoro esta vida liberal e adoro a xoxôta de minha baianinha, principalmente quando ela esta inchadinha e cheia de porra, adoro o jeito como ela conta as fodas, com uma voz de safada que adora foder e de dar prazer pro macho que estiver com ela. Zélia topa tudo e eu to indo pro mesmo caminho.

 

Gostou? Vote no Conto:

09/10/2009 | 14469 visitas

 

Comentários

  • bonequinha postou em 28/02/2011

    humm... q delicia de conto.. adoro levar uns tapas na kra tbm.. minha bucetinha tah toda meladinha só de ler esse conto..

    meu msn é : s2.bonequinha.s2@hotmail.com.. bjus..

  • Carlos postou em 31/08/2010

    Olá amigo sou de Salvador e gostaria de manter contato com vcs. Já sai com casais e curto muito isso. Se quiserem podemos trocar experiências ou até chegar a algo real. Um abraço

  • Rafael postou em 31/03/2010

    Muito bom!! Se esta mulher existe, o marido e os amantes têm muita sorte!



:D :P: :afff: :confiante: :convencido: :convite: :decepcionado: :derrota: :descrente: :encucado: :fascinado: :lagrima: :legal: :meia-boca: :no:

  confirmacao * Todos os campos são obrigatórios
 
 
Sexo por telefone Mulheres procurando por sexo, ligue já para: 091 17 7878-0270 e encontre sexo em poucos minutos! www.sexopelotelefone.com
Faça Sexo Pelo Telefone Selecionamos as mulheres brasileiras mais gatas, gostosas e safadas estão esperando para ter sexo no telefone. www.sexopelotelefone.com
Disque Sexo Gatas deliciosas prontas para muita putaria no telefone, é só ligar: 091 17 7878-0270 www.sexopelotelefone.com
Quer fazer sexo? Ligue já para: 091 17 7878-0270 e veja perfis com vídeos de mulheres gostosas buscando um homem safado! www.sexopelotelefone.com
Disk sexo - Tele Sexo Mulheres dispostas a realizar os seus desejos, basta ligar e pedir que a sua fantasia será realizada. www.sexopelotelefone.com