Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Fodida em Família | Cornos | Acervo de Contos

Fodida em Família

Meu nome é Sofia, morena, cabelos pretos compridos, 176 cm, bunda que chama atenção por onde passo, seios médios, um rostinho angelical. O conto que vou narrar aconteceu ano passado, e é uma história verídica.

Eu tinha acabado de começar outro namoro, meu segundo. Passei 2 anos com meu primeiro namorado e foi com ele que perdi a virgindade. Mas antes do Kaio, ele foi o único, portanto eu era bem inexperiente. Com poucos dias que eu tava namorando o Kaio, ele me levou pra casa da família dele, uma mansão enorme, magnifica. Estávamos sozinhos em casa, e eu sabia que iamos acabar fodendo, já que ele nunca tinha me comido, e eu sabia que ele tinha muita vontade desde bem antes de começarmos o namoro. Eu estava meiio com medo, pois já sabia que o Kaio tem um caralho descomunal, e minha buceta é apertadinha. Sem falar que eu desconfiava que ele ia querer comer meu cuzinho, que era virgem.

Quando nos chegamos, ele me levou direto pra piscina, tiramos a roupa, eu fiquei só com um biquini que eu tenho, que é minusculo, entra todo no meu bundão e mal cobre minha xana e ele ficou so de sunga branca, que ja dava pra ver aquele pau enorme.

Nem entramos na agua, e ele começou a me beijar, passando a mão no meu corpo. Parou nos seios, e começou a acariciar. apertava os bicos e puxava, e torcia, e eu sentia um misto de dor e prazer. Ai ele começou a chupar meus peitos. Chupava, mordia, enfiava quase todo na boca e lambia, me deixando doida. Passava de um para o outro e mamava como um bebe faminto. Nisso ele começou a apertar minha xoxota por cima do biquini... Eu não aguentei e gozei sem ele precisar fazer mais nada, a primeira de muitar gozadas naquele dia.

Então ele me empurrou para baixo e me fez ficar de joelhos, e tirou aquele cacete enorme, que já tava completamente duro. Acho que o pau dele deve ter uns 23 cm, por ai. Ele me segurou pelos cabelos e enfiou o pau na minha boca, e começou a foder minha cara. O Kaio é muito controlador, e eu adoro isso. Ele enfiava todo ate a minha garganta, eu engasgava, e quando eu achava que ia sufocar, ele tirava. Um tormento delicioso. Chupei até ele gozar muita porra na minha boca, e, para não engasgar, engoli. Era a primeira vez que eu tomava leite, e adorei.

Então ele tirou e me deitou numa das espreguiçadeiras da piscina tirou a calcinha do biquini e começou a chupar meu grelo. Lambia, chupava, mordia enquanto enfiava 3 dedos na minha buceta e eu enloquecia. Então ele começou a enfiar a lingua e os dedos no meu cuzinho.. nossa, muito bom. Gozei mais uma vez.

Ai ele me colocou d4 e começou a roçar a cabeça do pau na entrada da minha buceta e cu. roçava, enfiava a pontinha, e tirava. E eu louca, enxarcada, tudo que euu queria era sentir aquele cacetão na minha buceta. E ele percebendo, ficava me torturando mais. Ele dizia: Você quuer que eu te coma, quer? Então pede, putinha, pede com jeito! E eu respondia: Me fode por favor, eu não aguento mais, pelo amor de deus me fode. E então ele começou a enfiar... Só que não queria entrar pq alem de grande o pau dele é grosso. Ai a dificuldade era enorme, e tava doendo tambem. Então, de repente ele deu uma estocada e o pau dele entrou todo. Foi um misto maravailhoso de dor e prazer. Ai ele começou a bombar. Gozei mais uma vez com aquela delicia dentro de mim.

Ai ele tirou da xana e ficou examinando o cuzinho. E disse: vc sabe que eu quero comer seu cu, e eu sei que ele é virgem. Meu caralho é muito grande, e eu acho que vc n vai aguentar, eu deveria passar lubrificante, mas quero que vc sinta cada centimetro desse pauzão que vc tanto quer dentro desse seu rabinho apertado,, vc quer? Eu respondi que queria, e muito. Então ele começou a enfiar, e disse que eu poderia pedir misericordia que ele n parava. Nunca senti tanta dor, mas foi divino, sentir aquele caralho rasgando tudo lá dentro, tirando a virgindade do meu cuzinho que havia esperado por isso por tanto tempo. Sangrou e bastante, mas ele disse que era assim mesmo.

Começou o vai e vem, e eu gozei de novo, ele falou que ia gozar tb, mas que queria gozar na minha boca de novo. Então ele deu a volta e enfiou aquele pau de novo na minha boca. Senti o gosto do meu proprio cu, delicioso. De repente enquanto eu aainda to chupando ele, sinto um outro pau na entrada da minha buceta arrganhada. Tentei olhar quem era, mas o Kaio não deixou, dizendo: Fica chupando, putinha, não era isso que vc queria o tempo todo? Chamei meu irmão pra ajudar na festa, o nome dele é Marco. Dito isso, o tal Marco teve seu proprio jeito de dar boas vindas enfiando seu pau inteiro na minha xoxota, de uma vez. Acho que o caralho dele era maior ou igual ao do Kaio.

Me senti a rainha das putas, com dois deuses me fudendo ao mesmo tempo. Marco se deitou e me pediu pra deitar em cima dele, pra continuar comendo minha xana. E eu pensei, pronto, agora é que eu levo dois caralhos um na buceta e outro no cu ao mesmo tempo. Mas, pra minha surpresa, apareceu um caralhoa pra eu chupar. Ao mesmo tempo, senti que metiam no meu rabo. Fiquei sem entender nada, três? Então, fazendo um boquete, e tomando uma DP daquelas, tive orgasmos multiplos impressionantes. eles ficavam se revezando, até todos eles gozarem na minha boca. Percebi que o terceiro homem parecia ser um pouco mais velho.

De repente, me vendaram e senti que me conduziam a algum lugar desconhecido. Me deitaram numa cama estranha, e algemaram meus pulsos na cabeceira. percebi que a cama tinha um buraco no meio, obviamente, eles ja tinham feito aquilo antes. Então, os ouvi conversando: Essa buceta e esse cu precisam ficar mais arregaçados. Não entendi, eu ja tinha sido fodida dezenas de vezes no cu e na buceta pelos tres, como eles iam arregaçar mais. Logo descobri.

Kaio começou a enfiar os dedos na minha xoxota. Primeiro um, depois dois, três, quatro, e de repente, ele meteu a mão inteira, até o pulso. Urrei de dor. Mas ele começou a fzer uma especie de massagem com os dedos e eu fui ao delirio mais uma vez. Como se nao bastasse, senti uma mao no cu tambem, e Marco fez a mesma coisa que Kaio, só que no meu cuzinho. O coroa veio pra perto de mim e me mandou chupar a pica dele de novo. E ai os irmãos começaram um vai e vem com as maos que me fez perder a noçao de tudo. Com uma mao eles me arrombavam, com a outra me davam tapas...

Então senti de novo aqueles cacetes dentro de mim e eles bombaram por um tempo interminavel, o prazer era tanto que eu gritava de prazer, ai os tres pararam e vieram gozar na minha cara ao mesmo tempo. Nunca vi tanta porra junta. Então eles me soltaram, e Kaio apresentou o Coroa: Sofia, esse é Paulo, meu pai.

No outro dia, eu não conseguia nem andar direito, de tão arrombada, mas valeu a pena.

Que família, viu?

Depois disso achei que Kaio fosse me dispensar, mas quem disse? Continuamos até hoje, e as orgias continuam, as vezes so com a familia, as vezes com os amigos, mas sempre 3 homens e eu. Mas nenhuma foi tão boa quanto a primeira.

 

Gostou? Vote no Conto:

140272 visitas