Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
safadas porno videos porno videos de sexo sexo anal sexo anal

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Dei meu cu para um militar casado | Acervo de Contos

Dei meu cu para um militar casado

Vou contar esse conto q aconteceu comigo faz uns 2 meses. Sou casada tenho duas filhas e trabalho com artigos de segurança em condominios. Certo dia fui em um condominio oferecer os produtos a um síndico, falei com o zelador e ele me disse q o síndico é q resolveria o assunto, então pedi para chamar o síndico, fiquei esperando ele aparecer, nesse momento fiquei pensando, deve ser um velho chato, mas para minha surpresa era um homem bem novo, simpático e muito educado, sou mais velha do q ele 8 anos. Eu tenho 38 e ele 30, conversamos sobre o produto e me disse q iria viajar a serviço e quando voltasse compraria o produto. Fui embora, mas com aquele pensamento na cabeça, q homem símpatico e bonito, pena q nós somos casados senão... rsrs. Passaram dois dias e sem nenhuma explicação liguei para ele perguntando se ele não queria fechar logo o negócio, pois lhe daria um desconto, isso foi só uma desculpa, pois eu queria ouvir sua voz, voz de homem, muito aguda e agradável. Ele me disse q so quando voltasse, então eu perguntei quando ele iria vijar e quando ele iria voltar, ele me falou o dia, e eu sinceramente fiquei doida para q ele não viajasse, acho q ele mecheu muito comigo, pois jamais havia sentido isso por homem nenhum, nem por meu marido. No dia da viagem eu fiquei esperando ele me ligar para dizer um tchau, mas ele não me ligou, como eu tinha pego seu e-mail, lhe mandei um dizendo assim: obrigado por ter viajado sem se despedir de mim. Eu não sei onde eu estava para escrever isso pra ele, realmente eu tava afim dele. Ele respondeu meu e-mail dizendo q saiu muito cedo por isso não ligou. A partir dai ficamos trocando e-mail, cada um mais atrevido q o outro, até q eu disse q ele tinha mexido muito comigo q eu gostova de conversar com ele. Ele tb disse q me achou muito legal e a tb gostava de conversar comigo. Certo dia eu amanheci com ele na cabeça, mandei um e-mail lhe pedindo o nº do seu fone do serviço. ele respondeu me mandando o nº, prontamente eu liguei para ele, perguntando como ele estava, se tava com saudade de mim, ele apenas riu e disse q estava sim, eu falei me engana q gosto, ele perguntou se eu estava com saudade, eu respondi q estava morrendo de saudade. A partir dai eu ligava pra ele toodos os dias, com assuntos mais picantes, eu provocava ele e ele disfarçava, fingia q não era com ele. Até q um dia eu disse q gostaria de sair com ele, ele ficou um poucu desconfiado. Ele disse e seu marido? eu falei deixa comigo. eu disse e sua mulher? eu falou q dava para nós sairmos no horário do seu trabalha quando ele voltasse. Pronto estava marcado o encontro com aquele homem de peito cabeludo e cheiroso, não via a hora de comida por ele, era um tesão enorme q sentia por ele. Chegou o dia da sua volta, no outro dia liguei para o seu serviço e disse se podia ir pegá-lo, ele disse q sim, então fiu buscá-lo. Quando cheguei vi aquele homem fardado, muito lindo, gostoso, quando ele entrou no carro, eu disse: para onde nós vamos? ele respondeu vc sabe onde (motel) rsrs. Saímos para um motel, ao chegarmos lá, sentamos na beira da cama e lhe disse q fiquei doida por ele desde a primeira vez q o vi, ele disse q tb me achou muito atraente, mas q era casada assim como ele. Ele então começou a chegar mais perto de mim e começou a me beijar bem lentamente, eu comeceia ficar louca de tesão, pois beija muito bem, começou a tirar minha roupa e beijar meus seios bem devagar, depois começou a morder o biquinho bem devagar, eu tava para ficar doida, ai tirei sua calça e comecei a pegar na rola dele (18 cm) e grossa, comecei a chupar aquele pau gostoso, ele começou a chupar minha buceta bem gostoso, eu gozei na boca dele de tanto tesão q tava, ele me colocou de 4 e começou a chupar minha buceta passando a lingua direto para meu cu, q ainda era virgem, nossa q delicia, pensa num trem bom, então abriu me cuzinho e começou a enfiar a lingua dentro dele bem gostos, eu quase subi pelas paredes. Ai me colocou de lado e enfiou a rola na minha bucetinha, ele me comeu muito gostos um vai e vem, detalhe me comeu em varias posições. Eu gozei 3 vezes ele 2 vezes. Paramos para descansar um pouco, ele me perguntou se eu ja tinha dado meu cu algumas vez, eu falei q não nem pro meu marido, poia é o sonho dele comer meu cu. Ele disse pois hoje quem vai tirar a virgindade desse cuzinho vai ser eu. Eu nem disse nada, nesse momento o pau dele ficou duro rapido, me botou de 4 e começou a chupar meu cu, passar a lingua nele, para deixar ele bem relaxado, chupei seu pau. Me colocou de lado e começou a colocar aquele cabeção bem na beira do meu cuzinho q estava prestes a ser arrombado, começou a enfiar bem devagar, no começo eu senti uma dor horrível, mas depois ele tirou a rola q ja tinha entrado a cabeça e começou a colocar a lingua dentro do meu cu, para ficar relaxado. ai colocou a cabeça de novo no meu cu e a rola começou a entrar toda, pensa, eu falei para ele enfiar tudo primeiro para despois começar a estocar, foi o q ele fez, enfiou tudo e começou a me comer gostoso, meu cuzinho ja não era mais virgem, estava satisfeito em ter perdido as pregas para aquela rola gostosa, meu cu ficou todo aberto, quem fime pornô, ele metia sem dó dele, comeu meu cu em varias posições ate gozar dentro dele, o safado gzou dentro do meu cuzinho arrombado, quando ele tirou a rola de dentro, pude ver no espelho q tava arrombado, sem pregas, mas muito feliz. tomamos um banho e ainda me comeu no chuveiro, eita homem tarado. fomos embora. Hoje somos apenas amigos, ele me comeu mais algumas vezes, e o meu cuzinho só é dele, nem meu marido chega perto, aqule rola conquistou de vez meu cu. Se ele quiser comer meu cu, dou na hora pra ele.

 

Gostou? Vote no Conto:

15/10/2009 | 73661 visitas

 
 
 
ninfetas gostosas gostosas