Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Chupando a piriquita | Cornos | Acervo de Contos

Chupando a piriquita

            Bom, vou direto ao assunto, eu tinha ido a um rodeio com os amigos, chegamos estava começando o rodeio, então fomos a arquibancada arrumamos um lugar e assistimos o rodeio. Quando terminou o rodeio, fomo andar um pouco, xavecar umas meninas, e tomar umas cervejas, eu como nao bebo, fui tomar um guaraná, ja estava quase começando o show e todo mundo indo em direção a arena, eu fui ao banheiro primeiro, na saida do banheiro, pouco na minha frente, saiu um senhora devia ter uns 35 anos, loira, cabelos liso, coxas grossas, estava usando calça jeans justa, botas e camisetas.

          Ela foi na minha frente até a entrada para aarena que estava bem tumultuada pq todo mundo queria assistir ao show, e eu nao tirava os olho da bunda e das coxas da loira, meu pau tava duro, então me posicionei atras dela, e naquele empurra, empurra, sem querer acabei encostando  nela, ela fez que nao percebeu, então pouco mais a frente dei um jeito de encostar nela de novo, senti que ela forçou o bumbum pra tras e olhou, pensei que ela ia me xingar, mas nao ela deu um sorrisinho, então continuei naquela posição, então forcei meu pinto contra a bunda dela bem de vagarinho, e ela fez que nao percebeu, continuei forçando de leve, e ela tambem começou e forçar a bunda pra traz de leve, meu pau ja estava latejando de tesão. nao estava aguentando mais, então resolvi arriscar e perguntar a ela bem baixinho no ouvido dela, a senhora esta gostando?

       Ela deu um sorrisinho, e respondeu uma delicia. Aproveitei e disse se tinha como ela me esperar, dali a uma hora atraz da roda gigante do parque de versões.

       Uma hora depois falei pros mus amigos que ia sair dar uma volta, eles disseram ok, vamos ficar aqui assistindo o resto de show, nao imaginava que ela realmente fosse até la, então fiquei meio de longe, espiando, com medo que ela aparecesse com o marido, namorado ou irmão, logo ela apareceu parecia esta sozinha, me aproximei dela e disse oi, ela respondeu oi. disse pensei que vc nao vinha, e ela disse é mas, vim, estou aqui. perguntei seu nome e ela me disse Gabriela, e me pergunteou o meu nome, respondi, Pedro. perguntei se ela era casada e se tinha filhos e ela me resondeu sou sim, e tenho dois. então ela me disse oque vc quer, eu disse o seu marido deixa vc sair assim sozinha?

ela disse Sim, ele nao liga mais pra mim.

       Então falei nossa se eu tivesse uma mulher linda dessas e com um corpão, nao deixaria andar por ai sozinha, ela sorriu. e nao disse anda. então disse poxa cara de sorte seu marido casado com um gata como vc, ela me respondeu, oque adianta, se ele nao liga mais pra mim, me deixa na carencia,, falei: nao acredito, uma gata dessas na carencia, ela sorriu e disse sim, e que carencia. então falei pra ela, me acompanha, ela me perguntou aonde vamos? eu disse a um lugar mais tranquilo, saimos discretamente e fomos atras de um caminhao do parque que estava estacionado,atraz dos brinquedos, pois entre o caminhao e o muro do recinto havia um pequeno espaço, chegando, nao falei nada apenas dei um beijo na sua boca, e ela retribuiu, começamos a nos beijar, levei minha mao nas cinturas dela e fui descendo pelo bumbum, acaiciei um pouco a bumba dela e que bumba, cheinha e durinha, então desci minhas maos pela coxas dela, comecei a beijar atras da orelha dela e percebi que ela começou a ficar excitada, dei mordidinhas e lambidinhas, desci pelo pescoço, subi as maos até a bunda dela e precionei o quadril dela contra meu pinto, ela deu um suspiro, ela me abraçou e começou a arranhar minhas costas, então continuei beijando seu pescoço e fui descendo em direção dos peitos dela puxei a alça da blusa de lada e deixei apareceu o seu sitã,  então puxei os peitos dela fora do sutiã e comecei a beija-los bem de vagarinhos, que peitos lindos tamanho medios bicos grandes e salientes, uma delicia, ela estava ficando amis excitada e empurrava sua vagina contra meu pinto duro e latejando, ja estava quase gozando na cueça, então puxei seu sutiã de volta e a alça de blusa, elha olhou assustada, então ergui sua blusa e seu sitiã deixandos os dois peitos dela de fora e comecei a mamar feito um bebezinho, colocava o bico grande duro na minha boca e começava a sugar bem de vagarinho, ela gemia e precionava buceta contra meu pau, e eu ali, amamnado jeito um bezerrinhos então ela desceu a mao até o ziper da minha calça e tentou desabotoar, ams nao estava conseguindo, então ajudei e desabotoei, tirei meu pau ( que mede 20 cm) pra fora e enfiei entre suas coxas, ela começou e rebolas e esfregar,  então conitnuei chupando, os seio dela, ora beijando ora mamando, e com umas das maos abri a fechadura e o ziper da calça jeans dela, e abaixei até pouco abaixo da bunda, deixando a sua calcinha cavada, cor de rosa a mostra, então olhei aquilo ali na minha frente meu pau nao tinha mais aonde ficar duro, encostei meu pau na vagina dela e comecei a esfregar, depois enfeiei entre as coxas dela, e ela gemia e rebolava, comecei a beija la de novo e acariciar sua bunda, branca e durinha, ja estava quase gozando, nao estava aguentando mais, voltei a beija e chupas os seus seios e fui enfiando a mao dentro da calcinha dela a acariciando a bunda dela, ela  gemia, gemia muito, então puxei a calcinha dela para baixo, olhei aquela buceta loirinha, pelo lisinhos, fiquei louco, esfregeui meu pau nos pelinhos dela, ela reboalava e empurrava a buceta contra meu pinto duro, ai segurei meu pau e comecei a esfregar na vagina dela, ela gemia soltava gemidos autos, estava totalmente excitada, comcei a beijar usa barriga, e desci beijando os pelo loiros e lisos de sua buceta até chegar a vagina, chegando na sua vagina, alternava beijos e lambidas suaves, que vinhas desde o fundo até a frente nos pelinhos, e comecei a bater uma punheta com uma das maos e a outra mao na bunda dela, ela precionava minha cabeça contra a perereca dela, até que gozei, então comecei a mamar na sua bucetinha entre os vãos de sua perna, como se ela fosse uma vaca dando de mamar pro bezerrinho, nao demorou muiito ela gozou também, então em levantei e ela disse nossa tenho que ir, eu dise espere mais um pouquinho, e segurei ela pela cintura e virei de costas, então seguerei meu pinto ja duro novamente, e enfiei nas nadegas dela e fique ali fazendo movimento de ir e voltar, mas sem penetrar o anus, então comecei a esfregar meu pinto na vigina dela por tras ela ficou excitad novamente, então comecei a passar a cabecinha do meu pau no anus dela, ela gemia e rebolava, então encostei a cabecinha bem na entrada do cuzinho dela e comecei a forçar bem de vagarinho e tirar dei umas esfregadinhas, e voltei a forçar bem de vagarinho, com uma das maos acariciava o seu peito, e com a outra hora acariciava sua vagina hora meu pau então ela esticou a bunda e pressionou pra tras, fazendo com que a cabeça entrasse inteira de uma vez só, ela soltou um forte gemido e esticou a cabeça para tras, então comecei a bombar, bem de vagarinho, para poder sentir aquele cuzinho quente e apertado, e ficamos ali naquela posição por traz eu beijava sua nunca e seu pescoço, ficamos assim por uns 15 minutos, até que nao aguentei mais e gozei no seu cuzinho, quente e apertado, então ela se arrumou e saiu sem quer olhar pra minha cara, eu mijei ergui minhas calças e fui embora.

 

Gostou? Vote no Conto:

9953 visitas