Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Ajudando a seduzir a esposa | Acervo de Contos

Ajudando a seduzir a esposa

Sou garoto de programa, 1,96m cabelos e olhos castanhos, 3 graus completo, falo 3 linguas, educado, sigiloso.
Paulo me ligou por volta das 14h00min, disse ser casado a alguns anos e que fantasiava ver a sua esposinha nos braços de outro homem. Porem já tinha conversado com a joana e ela recusou. Paulo contou-me que acredita que ela apesar de ter recusado, tenha vontade de ser possuida por outro macho, pois é uma putinha na cama e sempre quando transam falam sacanagens do tipo:
- Essa sua bucetinha é muito gulosa, não pode viver sem rola...
?é sim, vc tem comer ela todos os dias , se não cuidado!
Enquanto ela mama gostoso no maridinho, ele a masturba e enfia dois ,tres dedos em sua xaninha e fala:
- feche os olhos e imagine que isso é um cacetão gostoso na sua bucetinha enquanto você me chupa.
E disse que ela realmente fecha os olhos e se excita com o jogo, e goza com o pau na boca, e os dedos do seu macho na sua xaninha.
Porem sempre que vai conversar a respeito do fato de ve-la com outro homem, ela se mostra com meias palavras, que não esta pronta para uma terceira pessoa, ele por outro lado, deixa essa fantasia para ela como se fosse algo que falasse apenas na cama e não realmente quisesse fazer.
Falei para paulo que tinha tido uma experiencia com um casal que estava passando por uma situação parecida, e que o marido levou a esposa para o motel e quando chegaram, eu já estava lá. Depois do susto conversamos e em pouco tempo o maridinho, estava ouvindo sua amada esposinha chama-lo de corninho de 4 na cama.
Paulo me falou que isso não dava para fazer, pois, isso poderia acabar seu casamento que apesar de falarem isso na cama, ele não tinha exposto abertamente que era uma fantasia dele, ve-la com outro homem, apenas insinuava na hora do sexo. Mas tinha medo de falar claramente com receio de ela achar que ele não a amava ou que er um gay.
Perguntei o que ele queria fazer, então?
Ele me disse que não sabia ainda ao certo, mas que queria que fosse com um garoto de programa, para não ter risco de ela se apaixonar, e também desta forma não iria expor sua intimidade sexual para uma pessoa da sociedade e sim para um profissional do sexo e que esperava que eu realmente fosse profissional, relacionado ao sigilo e a forma de tratamento com sua esposa.
Perguntou-me se poderiamos nos encontrar, para ele me conhecer e conforme fosse combinarmos alguma coisa. Marcamos num shopping aqui da zona norte um almoço.
Horário combinado cheguei, paulo já estava na praça de alimentação, paulo era um homem na faixa dos 40 anos, uma pessoa bonita, arrumada, cabelos pouco grisalhos, liso, vestia um paletó e gravata.
Conversamos bastente, ele me expoes toda sua fantasia em relação a sua esposa, a situação, que essa fantasia não sai da sua cabeça todas as vezes que iam transar que se masturbava frequentemente pensando nisso. E que estav preocupado dessa fantasia não realizada, prejudicasse seu casamento, pois todas as vezes que iam transar apenas pensava nisso e acabava que não conseguia seguir adiante. Como se fosse algo inacabado.
Combinamos que eu iria tentar seduzi-la, caso obtivesse sucesso, fariamos de alguma forma para ele flagrar, ou então esperar que ele expondo a verdade de sua fantasia para ela, ela abrisse o jogo que já estava levando uma outra rola.
Paulo é um homem culto inteligente e conhece bem sua esposa, afinal quem conhece melhor uma mulher que seu proprio marido? Falou-me tudo a respeito dela. Onde trabalhava, que perfume gostava que tipo de homem deixava ela atraida, como quebrar o gelo com ela, que tipo de assuntos gosta de conversar.
Joana era corretora de imoveis, ficaria facil afinal conhecer essa esposinha deliciosa. Paulo me passou o telefone dela quais imoveis estava vendendo e colocamos em pratica nosso plano.
Marquei com joana para ver um imovel numa excelente avenida aqui na cidade. Conforme orientação de paulo, que sua deliciosa esposa gostava de homens arrumados e bem sucedidos, esse foi o meu papel. La fui eu de terno e gravata ver o apartamento.
Chegando lá, joana já estava me e esperendo, e realmente naquela hora pude comprovar que presente o paulo estava me dando, joana tinha em torno de 1,70m , branquinha, loira, um corpo de dar inveja a muita menininha, e um sorriso maravilhoso. Joana me mostrava o apartamento descontraidamente, enquanto eu falava que estava me mudando para a cidade , que estavamos fechando alguns contratos que iriamos tocar.que estava de carro alugado e em hotel e passaria 2 dias la para definir a questão do apartamento, para depois minha esposa vir definitivamente para a cidade.
Joana é muito descontraida e em pouco tempo me falou que era casada tambem, com um advogado e que já que eu não conhecia a cidade poderia me mostrar outros apartamentos em diferentes bairros , para eu ver todas a s opções.que caso quisesse deixaria meu carro no hotel e me pegaria no outro dia para rodarmos os apartamentos. Era tudo que eu queria, porem disse que preferiria rodar no meu carro (supostamente alugado) por que aproveitaria e dirigindo iria conhecendo a cidade. Fiz isso por que queria saber se iria pega-la em casa, ou em outro local. Pois se fosse a pegar em casa, ela realmente não tinha nem passado pela sua cabeça que estivesse fazendo algo supostamente ?errado? e não ia esconder do maridinho. Mas se fosse a pegar em outro local..amigos , essa procura de apartamentos já era um segredo do maridinho e vocês sabem um segredo leva a outro. Falei que queria pega-la logo cedo por volta das 7:30h para dar tempo de rodar os apartamentos. Então perguntei:
- onde a pego?
- la no meu escritorio.
- não é muito cedo pra você 7:30h? Posso te pegar em casa , depois te deixo,para você não ter que sair muito cedo.
- não , não, sempre chego cedo no escritorio. Pode ser 7:30h la, o endereço é esse.
Na despedida a elogiei disse tinha sorte de te-la encontrado que ela era muito prestativa, profissional qualificadissima, simpatica e uma mulher linda e maravilhosa.quando falei isso senti que ela ficou envergonhada e com um sorriso leve agradeceu.
Assim que sai liguei para paulo e contei o acontecido, repeti umas 10 vezes o acontecido, a roupa dela, a impressão que tive dela, o seu perfume. Acho que no escritorio do outro lado ela já se masturbava com a ideia do que poderia ter acontecido e do que estava por vir.
A noite paulo me ligou disse que perguntou a joana o que tinha feito durante o trabalho, ela não destacou nada de cliente em potencial, apenas disse que trabalhou normal, porém iria cedo para o escritório no outro dia , pois tinha uma planilha para enviar para a imobiliaria que tinha que enviar no dia , mas não tinha tido tempo de termina-la.
Falei, bom se ela ta te escondendo que vai sair comigo de carro, sozinha, das duas uma. Ou ela esta te escondendo para evitar ciumes, ou ela ta pensando que pode acontecer algo.ele me falou que iria transar com ela a noite que estava louco de tesão e que iria falar aquelas sacanagens de outro cacete dentro dela.
7:15h da manha meu telefone toca, era paulo, ele estava numa excitação grande, dizendo que tinha transado com sua esposa a noite anterior e enquanto ela o chupava e ele a masturbava mandou ela fechar os olhos como sempre faziam e imaginar outro pau a comendo, disse que ela gozou como nunca. Disse que ela acordou cedo e tinha se produzido toda, que colocou um blazerzinho com uma saia, que nunca ela vai trabalhar de saia , sempre de calça, se maquiou, perfume, cabelos e que inclusive, acha que ela colocou lingerier nova, pois sempre ela troca de roupa com a porta do banheiro aberta e hoje estava fechada, provavelmente para ele não qual lingerier ela estava usando. Falei que já estava indo pegar sua esposinha e que provavelmente nesse dia ele seria o corno que tanto deseja. Ele me pediu para filmar com o celular, caso acontecesse, falei para ele, que não faria isso sem a autorização dela. Ele ficou um pouco puto com isso, dizendo que ela era esposa dele e ele estava pedindo, mas expliquei para ele que não poderia fazer isso , inclusive ele não deveria esta me pedindo isso pois ela era esposa dele e não deveria a expor desta forma. Terminou que ele concordou.
Chegando no escritorio, liguei para joana e ela logo saiu, nossa , ela estava linda com a roupa que paulo descreveu e um salto alto.
-nossa joana, voce esta maravilhosa..
Com um sorriso envergonhado agradeceu.
- fui no shopping ontem a noite comprar isso para você.
E lhe dei uma caixa de chocolates finos.
isso é um agradecimento por toda sua atenção.
Ela:
-nossa não precisava fazer isso.
Falei:
- uma mulher como você merece muito mais...
E fomos rodar alguns apartamentos, o perfume de joana , aquele jeito meigo estava me deixando louco.sempre deixava ela ir caminhando na frente, ou subir as escadas, para ficar vendo sua bundinha apertada naquela saia justa.
Conversamos bastante sobre assuntos banais, sempre num tom carinhoso e descontraido .la pelas 9:30h ela me falou que so tinha apenas mais um apartamento, falei que pena, logo hoje que todos meus compromissos foram desmarcados, que teria o dia livre para ?ficar? com ela. Joana apenas respondeu que o dia dela tambem estava todo livre. O ultimo apartamento era um apartamento mobiliado que pertencia a construtora e estavam vendendo pois era o apartamento decorado de demonstração.sabia que aquela ali seria, talvez a ultima chance de possuir aquela deusa em meus braços.
Ela caminhando na frente mostrando o apartamento e eu não tirava o olho de sua bunda, e ela me pegou olhando , secando sua bunda gostosa, deu um sorriso maroto e não falou nada. Ela parou na porta do quarto para me mostrar o quarto,percebendo que eu estava mais interessando na sua bunda que nos comodos da casa.parei logo atras dela , enquanto ela falava e apontava para as coisas do quarto, senti seu cheiro, o perfume de seus cabelos, já estava de pau duro, e encostei nela..ela continuo falando diminuindo um pouco a velocidade da demosntração e com uma fala mais mansa, fingindo que nada tava acontecendo..encoxando joana , enquanto ela continuava a demosntração do apt, passei o braço direito em sua cintura e a puxei de encontro a meu membro , quase saindo da calça e disse:
-esse apt, vem com tudo que esta dentro dele?
Ele suspirou baixinho e quase sem fala respondeu:
- vem sim ,humm.. Com tudinho..
Dei uma rebolada esfregando o cacete duro em sua bunda e disse?
- fiquei bem interessado nesse, pois quero tudo que esta dentro dele, tudo mesmo...
Ela a essa altura de olhos fechados, respondeu:
- mas você não pode ter tudo que esta dentro dele, eu sou casada.
A virei , passei a mão direita sobre seus cabelos, enfiando os dedos entre eles, segurei sua cabeça, ela olhou me nos olhos com carinha de menina indefesa e disse:
- sou casada.
Enquanto segurava ela pelos cabelos firmemente para que me olhasse nos olhos peguei com a outra mão a sua mão e dirigi para meu cacetão duro sob a calça. E disse:
- depois que você levar esse cacete não sua bucetinha, seu marido vai ser um corno, e nem que seja por um momento , você será minha.
Ela soltou um suspiro enorme e apertou meu cacete, e beijei sua boca com uma vontade fora do normal, chupava sua lingua mordia seus labios, apertava sua bunda, apertava sua bucetinha de encontro ao meu pau, e joana gemia feito uma cadela no cio.empurreia para dentro do quarto, sentei na cama , tirei seu blazer, e comecei a levantar sua calça. Ela estava com uma micro calcinha, deliciosa, a safada, saiu de casa, já mal intencionada.deitei-a na cama comeceia chupar sua boca, pescoço, seios, barriguinha, coxas, batatas das pernas, passei o dedo por cima da calcinha em sua bucetinha, estava pingando de tesão, comentei: -nossa delicia, você esta ensopada! Ela respondeu: -estou assim desde que você me deu aquela caixa de chocolates. Arriei sua calcinha e cai de boca na sua xaninha, chupando o grelinho, labios vaiginais , enfiando a lingua. Ela gemia como uma cadela no cio. Eu falava: -goza, goza na boca de teu macho.e ela gozou , gozou muito gostoso, que mel delcioso! Ela deu um pulo e começou a pegar na braguilha da minha calça parecia faminta, em rapido movimento abriu o ziper, baixou a cueca e viu saltar na sua frente 21 cm de membro durissimo, seus olhos brilharam e sua boca salivou e joana começou um dos melhores boquetes que já recebi.chupava com vontade. Nisso o paulo conforme tinhamos combinado, começou a me ligar. Joana arregalava os olhos , mas não tirava a pica da boca, e eu cancelava a ligação. Ela mamou por uns 5 minutos e começoua pedir leitinho.e quando uma cadela pede, voce da. Gozei gostoso em sua boca que ficou aberta mostrando o leitinho suculento. A essa altura já era por volta de 10:30 da manha e lembramos que tinhamos deixado as portas abertas do apartamento, nos recompomos e deci que ia leva-la para um motel onde iria come-la todinha. Antes de entrar no carro parei no banheiro e liguei pra paulo.
- amigo, pronto! Você já é corno!
- já? O que aconteceu?
-cara , a sua putinha é uma delicia, tem uma boca maravilhosa, e uma bucetinha fantastica. Estou aqui num apartamento decorado que ela estava me mostrando. E chupei ela todinha aqui e gozei na boca da tua putinha corninho.
A essa altura ouvia a respiração ofegante do corninho do outro lado que tenho certeza que estava quase gozando.
Falei: -vou leva-la para o motel , e come-la todinha, fique ligando para mim, que qdo eu atender e desligar vai ser a hora de você ligar para ela.
Entrei no carro e fui com joana para o motel, no caminho ela foi punhetando meu pau, e eu a chamando de putinha gostosa. Perguntei se ela tinha gostado, tinha dito que tinha amando meu cacete, perguntei se o do corninho dela era menor, ela falou que era muito menor, mas que ele iria adorar ver ela pegando, chupando e dando para um macho com um cacete daqueles. Me fiz de surpreso , e perguntei se eles eram liberais, ela me disse que não e explicou que ele vive imagindo ela dando a bucetinha para um outro macho, mas que sabe que tudo aquilo era conversa de cama dos dois e que ele não teria coragem.
Ai falei: - se ele quer ver um cacetão te arrombando, vamos mostrar o quanto ele é corno e o quanto você é puta.
Ela apenas sorriu.
Chegando no motel começamos a brincadeira denovo e o corninho, não parava de me ligar e eu sem atender.
Quando comecei a chupar ela. Peguei o telefone atendi e desliguei. Pronto, dei o sinal.e voltei a chupa-la .ela estava sentada encostada no encosto da cama , de pernas abertas , e eu deitado de bruços no meio de suas pernas chupando sua bucetinha. Quando o telefone dela toca, ela olhou e disse um pouco nevorsa: -é meu marido... Tirei a boca de sua bucetinha e disse:-é melhor atender normal como se tivesse no trabalho... E voltei a chupa-la gostoso.
Ela segurando seus gemidos : -alo.. Oi amor, to no trabalho...- hum..ta com saudades é?
Ela ficou repetindo quase tudo que ele falava e sorria.
-eu tambem to com saudades amor. Também adorei ontem a noite.
- to podendo falar sim amor.
-hum amor adorei tambem. Imaginei sim amor um outro cacete me comendo e eu chupando você.
- você não tem ideia como estou molhadinha, so em conversar com você.
-ai amor ta me dando tesão.acho que vou gozar so em falar com você amor.
- ai amor..fala isso ... Que delicia...ai amor..ai amor....delicia
-arrrrrrrrrrrrrrhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.
Uns 30 segundos de silencio.
- amor quero é uma rola. Vou desligar aqui que vou tentar me acalmar.
Desligando ela partiu pra cima de mim querendo meu cacete dentro dela.
Chupou, mamou como uma bezerrinha desmada.
Pegou uma camisinha e falou: - agora quero que você meta na sua putinha.
Que bucetinha deliciosa que joana tem. Paulo, corninho, se estiver lendo esse conto, você é um homem de sorte.
Comi joana de todas as formas que uma putinha pode dar, e paulo não me parava de ligar. Esperando outro sinal.
Quando ela estava de bruços na cama, eu atolado em sua bucetinha por tras, com o corpo precionando o corpo de joana sobre o coxão, e segurando seus cabelos com um laço, falando no seu ouvidinho , o quanto ela era uma putinha gostosa e ela iria fazer o corninho dela muito feliz sentando num cacete de verdade para ele ver, enquanto fazia movimentos lentos tirando e enfiando 21 cm de pica grossa dentro da esposinha putinha. Atendi o telefone:
-fala amigo. Cara estou em recife, comendo outra esposinha putinha que nem a sua.
Ela me olhou arregalada, mas o tesão não a deixou me recriminar. Falei:
-amigo escuta ela gemer.. E acelerei os movimentos e coloquei o telefone no viva voz e ela gemia:
- ai...ai... Eu sou uma putinha.. -.e teu marido é o que? - um corno ? um corno ...ai que rola gostosa..ai...
Nisso deixei o telefone ligado ate praticamente o final de nossa transa para que ele pudesse gozar escutando sua esposa putinha e ela pensando que era um outro amigo corno.
Depois do sexo gostoso que fizemos , conversamos , falei para ela que o marido dela realmente queria ser corno, pois nenhum homem fantasia isso sem realmente querer. E que ela era uma mulher deliciosa e deveria fazer o que ele pedia.
Ela me falou que a noite iria conversar com o marido enquanto transavam e que ia perguntar se ele queria mesmo. E caso quisesse iria dizer que tem um cliente que ela queria dar bem gostoso na frente dele.
As coisas a noite aconteceram como o esperado, o casal transou na maior loucura,ela lembrando que tinha sido uma puta a tarde e ele lembrando que escutou a putinha dele gemer. Conversaram sobre a fantasia do menage, abriram o jogo. E recebi um telfonema la pelas 11 da noite de paulo que na frente de sua putinha me ligou, como se não soubesse de nada,dizendo que era marido da corretora que me atendeu a tarde, e que tinham a fantasia de ver outro homem transar com ela na frente dele. E perguntou se eu topava?
Bom fui la como se nunca tivesse comido a joana e como se nunca tivesse visto o paulo. Mas bem , isso é uma outra historia.

Todos os nomes são ficticios, os relatos são reais, e os participantes autorizaram a exibição.
João.victor.oliveira12@hotmail.com

 

Gostou? Vote no Conto:

05/06/2010 | 31675 visitas

 

Comentários

  • reinaldo postou em 24/06/2012

    po cara legal e isso ai seja feliz o estou aqui so fala sou atleta de lutas entra em contato

  • nelson postou em 16/01/2012

    quero que faça isso com minha loirinha coxuda de 36 anos

  • joao victor postou em 05/05/2011

    sou do recife querendo contato adicione no msn o email do conto

  • paulo postou em 22/10/2010

    cra delicia de conto e tudo que quero que aconteça comigo brico as vezes mas ainda nao tive coragem

  • João postou em 16/07/2010

    Adoraria viver essa situação, de onde és?

  • Casado-Pa postou em 18/06/2010

    Maravilhoso relato, fiquei imaginando você fazendo o mesmo com minha esposa e eu me deliciando olhando ela gozar gostoso no cacete de outro macho. Já manifestei a ela minha vontade, mas ainda não consegui fazê-la realizar.

  • Carlos postou em 08/06/2010

    Achei maravilhoso o conto. Já tentei algo parecido. Situação um tanto identica, até em minha esposa ir mostrar um apto nosso a um pretenso interessado (com o qual eu já havia conversado, mais ou menos a mesma coisa deste conto) só não rolou pq ela não estava com cabeça naquele momento. Ele me relatou tudo que aconteceu, até uns poucos amassos, uma leve pegação, mas no final ela se esquivou e não foderam. Que pena, adoraria que td tivesse acontecido. Adorei o conto e estou todo invejoso.



:D :P: :afff: :confiante: :convencido: :convite: :decepcionado: :derrota: :descrente: :encucado: :fascinado: :lagrima: :legal: :meia-boca: :no:

  confirmacao * Todos os campos são obrigatórios
 
 
Quer fazer sexo? Ligue já para: 091 17 7878-0270 e veja perfis com vídeos de mulheres gostosas buscando um homem safado! www.sexopelotelefone.com
Disk sexo - Tele Sexo Mulheres dispostas a realizar os seus desejos, basta ligar e pedir que a sua fantasia será realizada. www.sexopelotelefone.com
Disque Sexo Gatas deliciosas prontas para muita putaria no telefone, é só ligar: 091 17 7878-0270 www.sexopelotelefone.com
Sexo por telefone Mulheres procurando por sexo, ligue já para: 091 17 7878-0270 e encontre sexo em poucos minutos! www.sexopelotelefone.com
Faça Sexo Pelo Telefone Selecionamos as mulheres brasileiras mais gatas, gostosas e safadas estão esperando para ter sexo no telefone. www.sexopelotelefone.com