Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
sexo gostosas videos de sexo sexo porno gostosas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

A cunhadinha Santa virou uma Puta | Acervo de Contos

A cunhadinha Santa virou uma Puta

Esse foi de um dia muito especial, foi quando comi minha cunhada pela primeira vez, uma mulata gostosa, com aqueles peitos maravilhosos. e uma bunda que fazia todo marmanjo torcer pescoço, ela sempre bem comportada do tipo dona de casa e mulher de família, bem o que aconteceu foi em um final de semana era sábado meu irmão queria uma força pra jogar bola bem cedo, mais queria companhia pra mulher dele, então perguntou se podiam dormir lá em casa, pois a Vilma teria uma companhia na manhã seguinte, pois sempre se deu bem com minha esposa, logo que acordou Sara lembro que tínhamos de ir a o mercado fazer compras, nessa hora já com a maldade toda formada em minha cabeça, disse pra ela que estava com muita dor de Cabeça se podíamos fazer no domingo, como já imaginava ela disse que iria sozinha mesmo pois se não ficaríamos sem coisas pra um almoço melhor e janta, com isso já sabia que tinha ganhado umas 3 hs, assim que ela saiu fui dar uma espiada se minha cunhada gostosa estava acordada, ainda dormindo vi aquela visão maravilhosa ela de calcinha branca dando um contraste delicioso com aquela pele negra maravilhosa, e a calcinha bem enterrada no rego,,, fiquei de pau duro na hora fiz questão de fazer uma porta bater só pra ela acordar, assim que percebi que ela estava se levantando fui tomar banho no banheiro social com a porta entre aberta, afinal estava doido pra saber como ela se comportaria diante de uma situação provocante, também sabia que meu irmão comia ela apenas uma vez a por semana quando comia, poderia pegar ela carente, deixei o espelho de uma maneira que com discrição pudesse ver quando ela estivesse vindo e se iria observar, nem precisei esforça pra ficar de pau duro só de pensar nela já estava latejando, ela veio lavar o rosto com certeza achando que banheiro estaria livre, mais como já tinha bolado tudo o que ela viu foi eu de pau duro no banho, não deu pra ver a 1° reação dela, mais percebi que estava espiando, decidi apimentar então, comecei a ensaboar meu Pau, passando a mão e meio que punhetando ele, nessa hora vi ela já brincando com a xaninha, pronto estava tudo como queria, nesse momento sem hesitar falei: Vilma venha aqui, em vez de nos masturbarmos vendo um ao outro, porque não sentir na pele isso, Ela saiu rápido e voltou para o quarto, como que dizendo que era errado e que não podíamos fazer isso, bem já tinha deixado a mesa pronta para o café, coloquei um short sem cueca mesmo, e como quem não quer nada falei que o café estava pronto ela vei meio envergonhada tomar café pelas minhas contas ainda tínhamos duas hs, assim que ela sentou me levantei e fui buscar um queijo na geladeira, no que me virei ela percebeu que estava de Pau duro e sem cueca, alias não tirou os olhos, levei o queijo até ela e rocei meu pau em seus braços, olhou pra mim e pediu pra parar, pois era errado e com essa provocação toda não iria aguentar, era tudo que precisava ouvir, na frente dela abaixei o short meu pau saltou pra fora, já estava na frente da boka dela mesmo, ela sem piscar enfiou todo em sua boka, que tesão de chupada, aquele contraste de meu pau todo branco na boka dela, me deixava com pau mais duro ainda ela chupou muito bem, que vontade,, ia até as bolas e voltava na cabeça,, passava a língua e olhava com uma cara de safada que nunca havia visto nela, fomos pro sofá, sentei ela e me ajoelhei queria sugar tudo daquela xaninha,, xupei o grelhinho,,,, e com os dedos ficava provocando hora o rabinho hora a aquela xaninha toda melada já, ela me dizia isso me chupa toda Alex... como estava com vontade disso.. nessa hora tesão já era intendo demais, mudamos de posição e iniciamos um 69 delicioso,, até sentir o liquido escorrendo daquela bucetinha,,, foi ai que a safada falou " ME COME FODE ESSA SUA CUNHADA, QUERO ESSE PAU BRANCO TODO NA MINHA BUCETA DE DEPOIS NO MEU RABINHO" tudo que eu desejava comer aquele rabo cor de jambo, essa foi melhor hora pois pau do meu irmão é um pouco mais comp. porém não é grosso, já o meu ela sabia que ia fazer estrago pois é só um pouco menor mais muito Grosso, quando enfiei, ela até suspirou parecia que estava sendo comida pela primeira vez, senti meu pau abrindo ela toda, aquela xaninha toda melada já de tesão, e ela gemendo, então comecei a socar bem fundo e com bastante intensidade, enquanto ela dizia,, ISSO ME FODE, ARROMBA ESSA BUCETINHA, FAZ O QUE MEU MARIDO NUNCA FEZ, passei a socar ainda mais e dar tapa na bunda dela, que gemia e gritava feito uma puta, que tesão gozamos muito ao mesmo tempo quase, inundei a buceta dela de porra, como estava gostando daquele momento e da visão, ver meu pau todo branco saindo daquela bucetinha cor de chocolate e o leitinho mais branco ainda melando ela, a safada estava carente de pau, tanto que assim que tirei ele ela limpou meu pau todinho, e não deu nem cinco min. ela disse que queria que eu comesse o rabo também falou " FODE MEU CUZINHO, QUERO SABER QUAL É A SENSAÇÃO DE SER FODIDA AI", com isso fiquei de pau duro na hora de novo, passei um creme, e comecei a enfiar primeiro um dedos, depois outro e ao mesmo tempo com a outra mão massageava o grelhinho e toda a xaninha dela,,, e ela rebolando gostoso,, quando senti que rabinho estava pronto pra receber pika, sem dó comecei a colocar,, e ela dizia, AIIII, PQP, TA DOENDO, ENFIA LOGO ESSE PAUZÃO, sem dó enfiei de uma vez até escorreu uma lagrima do rosto dela, mais logo se acostumou com tamanho ardência passou, e ai passei a meter com vontade, que visão aquela bunda com meu pau branco todo sumindo no rabinho dela,, aumentei ritmo passei dar uns tapinhas na bunda dela, ela dizia: " VAI FODE ESSA TUA CUNHADINHA, ARROMBA MEU CUZINHO, DELICIA DE VARA, METE, METE, FAZ ESSAS BOLAS BATER,, MEZ PUTINHA... que tesão ela gritando isso e o movimento não demorou muito pra gozarmos de novo, a sala tinha cheiro de sexo e muito, ela toda melada de porra e nos dois suados, ela me deu um beijo delicioso e ainda sussurrou no meu ouvido, " DE AGORA EM DIANTE VOCÊ É MEU AMANTE E ESSE RABO MULATO VAI SER SÓ SEU" que delicia uma das minhas melhores fodas com ela foi essa primeira. Da Prox. Conto as Outras!!! Abços

 

Gostou? Vote no Conto:

25/10/2012 | 20683 visitas

 
 
 
amadoras ninfetas flagras